Fundamental em modernização de CT, Muricy lamenta incêndio: ‘Sonhos interrompidos’

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2019 12h01 - Atualizado em 08/02/2019 16h41
Gilva de Souza/FlamengoO Flamengo foi o último time dirigido pelo ex-treinador Muricy Ramalho

Quando assumiu o comando técnico do Flamengo, em janeiro de 2016, Muricy Ramalho sabia que não estava sendo contratado apenas para ajudar o clube rubro-negro dentro de campo. Uma das intenções do então presidente Eduardo Bandeira de Mello era aproveitar a ‘expertise’ de Muricy em estrutura de centros de treinamentos para modernizar o Ninho do Urubu, então defasado em relação às instalações rivais.

Ao lado da diretoria, Muricy, que contava com a experiência de ter trabalhado por anos no São Paulo, uma referência em estrutura no departamento de futebol, foi figura importante nas recentes reformas do CT do Flamengo. Também por isso, o agora ex-treinador lamentou profundamente o incêndio que atingiu o Ninho do Urubu nesta sexta-feira, matando dez pessoas e deixando três feridas.

“É um dia muito triste”, afirmou Muricy, em entrevista exclusiva ao locutor Fausto Favara, da Rádio Jovem Pan. “Eu acordei com essa notícia da garotada do Flamengo e de funcionários… É muito triste. São sonhos que foram interrompidos. A gente fica muito triste com essa situação”, acrescentou.

O agora comentarista do SporTV também relembrou como participou das melhorias nas instalações do clube. “O Flamengo estava se preocupando demais com a estrutura. Isso já faz uns dois, três anos… Eu tive o prazer de começar esse projeto junto com a diretoria. Hoje, o Flamengo já fez o seu segundo CT, e o CT antigo, que também era muito novo, iria ficar com a base. Eles estavam de mudança, mas aconteceu essa tragédia. É muito triste”.

Muricy chegou ao Flamengo também para ajudar com CT

Uma entrevista concedida por Muricy Ramalho ao SporTV em outubro de 2017 comprova que, de fato, ele foi contratado pelo Flamengo para ser muito mais do que um treinador. Incrementar a estrutura do Ninho do Urubu era uma das intenções da diretoria rubro-negra quando da contratação do ex-são-paulino.

“Era desejo do Flamengo também. Eles foram me buscar também por isso. Era um desejo do Flamengo de mudar. Já tinham ido no Atlético-PR, no Corinthians, estavam pesquisando. Porque aquele centro de treinamento, você sabe, era terrível, horrível. Tanto é que no dia em que eu cheguei lá para conhecer, eles falaram: ‘o que você acha, Muricy?’. Eu falei: ‘acho que o décimo segundo lugar foi bom demais esse ano.’ Porque era horrível”, afirmou o ex-técnico, na ocasião.

“Só que eles tinham uma ideia de melhorar o centro de treinamento. Então, eles me contrataram também com essa maneira de pensar. Porque eu conhecia bastante em termos de estrutura. Eu vinha de time que tem uma escola de boa estrutura, que é o São Paulo. Eu ajudei bastante no começo disso aí”, acrescentou.

A passagem de Muricy Ramalho pelo Flamengo durou pouco tempo. Contratado no início de 2016, ele deixou o cargo em maio do mesmo ano, após somente 26 jogos, para cuidar de problemas de saúde. Desde então, anunciou a aposentadoria e se tornou comentarista esportivo.