Al Ain vence nos pênaltis e elimina o River Plate do Mundial de Clubes

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2018 17h39
MAHMOUD KHALEDEssa é a primeira vez que um time do Oriente Médio chega à final

Campeão na Libertadores deste ano, o River Plate foi eliminado do Mundial de Clubes. O time argentino perdeu para o Al Ain dos Emirados Árabes por 5 a 4 nos pênaltis. A partida havia empatado em dois gols no tempo normal. Essa é a primeira vez na história que um time do Oriente Médio chega à final da competição.

Disputado no Hazza bin Zayed Stadium, onde o clube anfitrião manda suas partidas, o jogo começou de maneira eletrizante. Aos 3 minutos do primeiro tempo, o atacante sueco Marcus Berg abriu o placar, em lance que “ganhou” gol, após o último toque ter sido do zagueiro Javier Pinola.

Pouco depois, o atacante colombiano Rafael Borré balançou a rede duas vezes, aos 11 e aos 16 da etapa inicial, virando o placar. Pouco depois do intervalo, aos 6, o atacante brasileiro Caio, que passou pelas divisões de base do São Paulo, voltou a deixar tudo igual.

Outro protagonista do jogo foi o VAR, responsável por anular gol do atacante Hussein El Shahat, por posição irregular do jogador, ainda no tempo normal. Pouco antes, o sistema de árbitro de vídeo revisou jogada na área em que o zagueiro Ismail Ahmed caiu após contato com o volante Exequiel Palacios e não viu falta.

Depois de 30 minutos de prorrogação com pouca emoção, o duelo foi para os pênaltis. Caio, Shiotani, Al Ahbabi, Amer Abdulrahman e Yaslem converteram as cobranças do time da casa. Scocco, Quintero, Pratto e Borré marcaram para o River, mas Pérez acabou parando na defesa do goleiro Eisa – que já havia sido um dos destaques do jogo.

*Com informações da EFE