Alemanha é rebaixada para 2ª divisão da Liga das Nações após vitória da Holanda

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2018 21h31
EFEAlemanha está em má fase desde a Copa do Mundo

Mesmo sem entrar em campo, a seleção da Alemanha caiu para a 2ª divisão da Liga das Nações, nesta sexta-feira (16). A Holanda quebrou uma invencibilidade de 15 partidas da atual campeã do mundo, França, e por isso rebaixou os germânicos. A vitória foi por 2 a 0 no estádio De Kuip, em Roterdã.

Com o resultado obtido em casa, a Holanda foi a seis pontos, um a menos que os “Bleus”, que lideram o Grupo 1, mas já disputaram suas quatro partidas pela primeira fase. Os alemães fizeram apenas um ponto e não podem alcançar nenhuma das duas concorrentes.

Na última rodada da chave, na próxima segunda-feira (19), os holandeses jogarão contra os tetracampeões na Veltins-Arena, em Gelsenkirchen, e precisarão de um empate para avançar. Isso porque, em caso de empate em pontos, a equipe comandada por Ronald Koeman leva a melhor no saldo de gols do confronto direto, já que perdeu por 2 a 1 em Saint-Denis e hoje não sofreu gol como mandante.

A Holanda atacou mais desde o começo, mas a primeira chance real de gol foi da França, que vinha de 11 vitórias e quatro empates desde a derrota para a Colômbia, em amistoso disputado em março deste ano. Aos 27 minutos da etapa inicial, Griezmann cobrou falta da esquerda, a defesa cortou apenas parcialmente, e Pavard soltou a bomba no rebote, tirando tinta do travessão.

Entretanto, a ‘Oranje’ se manteve em cima e abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. N’Zonzi afastou mal depois do cruzamento, Babel emendou de primeira na sobra, e Lloris fez boa defesa, mas Wijnaldum ficou com o rebote e empurrou para a rede.

Quem precisava do gol era a atual campeã mundial, mas quem continuava atacando era a seleção anfitriã. Aos 16 minutos da etapa final, Dumfries cruzou, Blind completou e Lloris fez linda defesa. No rebote, o próprio Dumfries concluiu, mas o capitão dos ‘Bleus’ salvou mais uma vez.

Apática, a França quase não criava, e os jogadores de frente continuavam assistindo a seu camisa 1 evitar uma derrota por um placar mais elástico. Aos 29 minutos, Wijnaldum driblou Pavard e soltou a bomba, que parou em Lloris. No lance seguinte, aos 30, Depay tentou e o arqueiro do Tottenham interceptou novamente.

Já nos acréscimos, aos 50, a Holanda sentenciou o placar com um gol de pênalti. Sissoko fez falta em De Jong dentro da área, Depay cobrou e converteu.

Com EFE