Alisson diz que Liverpool precisa jogar mais contra o Fla e garante: ‘Estamos levando a sério’

  • Por Jovem Pan
  • 20/12/2019 09h16 - Atualizado em 20/12/2019 09h17
CRISTIANO ANDUJAR/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOAlisson representando o Liverpool no Mundial de Clubes

Goleiro do Liverpool, Alisson afirmou nesta sexta-feira (20), véspera da final do Mundial de Clubes, que o time inglês precisa apresentar um melhor rendimento diante do Flamengo para conquistar o torneio. Segundo o arqueiro, o futebol mostrado diante do Monterrey (México) não será o suficiente para levar o título inédito da competição.

“Tivemos a experiência de jogar contra um time mexicano, que é novidade para nós. A bola é redonda, o campo é o mesmo, mas as características acabam mudando. Não jogamos a nossa melhor partida, com certeza. E amanhã a gente tem que fazer muito melhor para ganhar do Flamengo, que é uma grande equipe com jogadores experientes e acostumados a jogar grandes finais, assim como a nossa equipe”, declarou, em entrevista coletiva.

Perguntado sobre a importância que os “Reds” dão para o campeonato, Alisson afirmou que o clube britânico está levando o Mundial “a sério” e demonstrou empolgação por estar disputando o torneio no Catar.

“Estou empolgado em estar aqui neste estádio jogando o Mundial de Clubes. É um sonho que se realiza. Quando eu era garoto, o Internacional foi campeão do Mundial em 2006. Desde então eu sempre sonhei com isso. Pode ser o primeiro título do Liverpool, contra um time muito forte. Estou muito feliz”, afirmou.

“Significa muito para os brasileiros, e ainda mais para quem joga. Flamengo ganhou a Libertadores, a gente ganhou a Champions, Monterrey ganhou a Concacaf… Mas nós estamos levando a sério e vamos dar o nosso máximo para ganhar pela primeira vez. A torcida está em peso aqui para apoiar o time. Isso não é só grande para eles, mas para nós também”, continuou.

A grande decisão entre Liverpool e Flamengo está marcada para o próximo sábado (21), às 14h30 (de Brasília), no Khalifa International Stadium, em Doha, no Catar. Enquanto os ingleses buscam a primeira taça do Mundial, o Rubro-Negro vai atrás do bicampeonato.