Após morte da filha, Luis Enrique volta ao comando da seleção espanhola

  • Por Jovem Pan
  • 19/11/2019 09h15
EFELuis Enrique está de volta ao comando da seleção espanhola

Quase três meses após perder sua filha, Luis Enrique está de volta ao posto de treinador da seleção espanhola. O anúncio do retorno do técnico foi feito por Luis Rubiales, presidente da Federação Espanhola de Futebol, em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (19).

Luis Enrique foi afastado da “La Roja” em junho, quando alegou que estava deixando o cargo por “motivos pessoais”. No dia 29 de agosto, no entanto, a notícia de que sua filha Xana, de apenas nove anos, acabara de falecer devido a um câncer veio à tona.

Neste período, Roberto Moreno, então auxiliar de Luis Enrique, assumiu bem a função e conseguiu a classificação para a Eurocopa de 2020. Ontem, a seleção fechou a sua participação nas Eliminatórias com uma vitória por 5 a 0, garantindo uma campanha invicta.

Moreno, no entanto, não irá permanecer na “Fúria”. De acordo com Rubiales, ele informou que está deixando a seleção para a chegada de Luis Enrique.

“Na segunda-feira, recebemos uma mensagem de Robert Moreno pela manhã. Ele nos disse que concorda com sua partida e que não será um impedimento ao retorno de Luis Enrique. Diante da situação, Molina (diretor de Esportes) fala comigo e me pede para falar com Luis Enrique para ver se ele quer voltar e se comprometer com você”, explicou o presidente da Federação.

“Ficamos muito felizes com o trabalho de Robert Moreno, mas o líder deste projeto é Luis Enrique. Cumprimos a consistência. Ele é a pessoa em quem confiamos para liderar isso”, continuou o mandatário, que garantiu o treinador até 2022, ano da Copa do Mundo do Catar.