Argentino do River é eleito o Rei da América; seleção do ano tem dois brasileiros

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2018 13h56
Juan Ignacio Roncoroni/EFEO meia argentino Pity Martínez foi eleito o melhor jogador da América em 2018

Eleito o melhor jogador da partida de volta da final da Libertadores, o meia Pity Martínez, do River Plate, foi eleito o Rei da América no tradicional prêmio entregue pelo jornal uruguaio El Pais.

Pity anotou o último gol do River na decisão contra o Boca Juniors, em Madri, e, curiosamente, não permanecerá no time argentino em 2019. Ele foi vendido ao Atlanta United, dos EUA.

Com a eleição de Martínez, a Argentina volta a ter um Rei da América após oito anos – o último fora Andrés D’Alessandro, campeão da Libertadores com o Inter em 2010. No ano passado, o vencedor foi o brasileiro Luan, do Grêmio.

Para levar o prêmio, Pity recebeu 130 votos entre os 320 jornalistas que participaram do processo. A segunda posição ficou com o colombiano Juan Fernando Quintero, que também foi campeão da Libertadores com o River. O jogador brasileiro mais bem colocado foi o atacante Dudu, do Palmeiras, que ficou com a oitava colocação.

Dois brasileiros na seleção do ano

A seleção de 2018 escolhida pelos jornalistas que participaram da eleição do jornal El Pais conta com dois brasileiros: o zagueiro Pedro Geromel, do Grêmio, e o atacante Dudu, do Palmeiras. O argentino Kannemann, também do Grêmio, é outro que aparece na defesa. O domínio foi do River Plate, campeão continental, que tem quatro representantes: Maidana, Palacios, Pity Martínez e Quintero. Entre os técnicos, o eleito foi Marcelo Gallardo, também dos Millonarios.