Barca de brasileiros do Barcelona pode abrir espaço para chegada de Neymar

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2019 17h42
Divulgação FCBMalcom é um dos que pode sair

A ida de Neymar ao Barcelona até o momento não passa de um sonho do brasileiro em voltar para casa. O clube catalão já deu indícios que não tem condição financeira de bancar o valor pedido pelo PSG para liberar o seu camisa 10. Os franceses desembolsaram 222 milhões de euros em 2017 para tirar o menino Ney da Catalunha, no que é até hoje a transferência mais cara do futebol mundial. Nasser Al-Khelaïfi, presidente do PSG, tenta reaver ao máximo o valor investido.

Em todas as propostas do Barcelona por Neymar divulgadas pela imprensa europeia, o clube catalão tentava envolver jogadores para diminuir o valor a ser investido. Todas teriam sido rechaçadas pelo PSG. No valor mais alto proposto pelos espanhóis, o clube estaria disposto a desembolsar 100 milhões de euros (cerca de R$ 420 milhões) e oferecer dois jogadores de uma lista de seis – Coutinho, Dembélé, Ivan Rakitic, Nelson Semedo, Malcom e um nome não divulgado.

O PSG não abre mão de reaver o valor investido por Neymar. Segundo a imprensa europeia, Nasser Al-Khelaïfi aceita vender o brasileiro por, no mínimo, 200 milhões de euros. Apenas por esse valor seria possível envolver um ou dois jogadores para tirar o camisa 10 de Paris. Nada menos do que isso.

O problema é que o Barcelona já desembolsou 195 milhões de euros por apenas dois jogadores – 120 milhões por Griezmann e 75 milhões por Frenkie de Jong. Para pagar a multa rescisória do francês junto ao Atlético de Madri, inclusive, o Barça precisou de um empréstimo bancário.

“O clube pediu um empréstimo por seis meses, sem garantias, no valor de 35 milhões de euros (R$ 147 milhões). Os 85 milhões (R$ 357 milhões), são de contas antecipadas da venda de jogadores que devem ser cobradas”, explicou o presidente Josep Maria Bartomeu.

Ou seja, o clube catalão não tem em caixa o valor exigido pelo PSG para realizar a compra de Neymar.

3 x 1 pelo sonho de Neymar

É ai que entra a barca de brasileiros que podem ajudar a realizar o “sonho” de Neymar em voltar ao Barcelona. Philippe Coutinho, Malcom e Rafinha Alcântara não devem ter um futuro muito longo na Catalunha. Coutinho foi contratado junto ao Liverpool por cerca de 130 milhões de euros. Ainda com grande mercado na Europa, especula-se que o Barça estaria disposto a negociar o brasileiro por até 105 milhões de euros. Diversos clubes já demonstraram interesse em contar com o jogador da seleção brasileira, mas nenhuma proposta oficial ainda foi feita. O próprio PSG já foi especulado como destino de Coutinho.

Malcom chegou ao Barcelona por 40 milhões de euros vindo do Bordeux, da França. Os catalães estariam dispostos a negociar o brasileiro, ao menos, pelo mesmo valor. Segundo o “As”, no fim do ano passado um clube do futebol chinês chegou a oferecer 65 milhões de euros por Malcom, mas o brasileiro recusou. O jornal catalão ‘Sport” informou neste mês de julho que o Everton, da Inglaterra, estaria disposto a desembolsar 35 milhões de euros pelo brasileiro.

Rafinha Alcântara é outro brasileiro que não está nos planos do Barcelona para a próxima temporada. Segundo o jornal “As”, Fiorentina e Valencia já teriam demonstrado interesse em contar com o meio-campista. O Barça exige, pelo menos, 15 milhões para liberar o atleta.

Somados os valores de Coutinho, Malcom e Rafinha Alcântara – 105, 40 e 15 milhões de euros -, o Barcelona chegaria a 160 milhões de euros com as vendas dos brasileiros, chegando em um valor bem mais próximo ao que o PSG pede para liberar Neymar.