Barcelona anuncia redução salarial a ser combinada com funcionários

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2020 08h57
Reprodução/Barcelona Lionel Messi é o maior ídolo da história do Barcelona

O Barcelona anunciou que vai impor uma redução de jornada de trabalho e salarial a todos os níveis do clube, tanto no âmbito esportivo quanto no administrativo, medida que garantiu que quer adotar quando for acordado com os seus funcionários.

A decisão foi tomada após uma reunião do conselho administrativo realizada hoje por teleconferência. Embora não tenha se referido especificamente a um dossiê de regulamentação do trabalho temporário, documento específico para esse tipo de situação na Espanha, o clube catalão já decidiu que, para evitar perdas de milhões euros, enquanto as competições desportivas são interrompidas, todos os níveis terão de reduzir os seus recebidos, proporcionalmente.

“A declaração do estado de alarme do dia 14 de março, como consequência da emergência sanitária que estamos vivendo devido à pandemia do coronavírus, significou a cessação de toda a atividade, esportiva e não esportiva, do nosso clube. Diante desse cenário, o Conselho de Administração decidiu implementar uma série de medidas para mitigar seus efeitos e reduzir o impacto econômico desta crise”, diz a nota emitida pelo Barça, na qual os dirigentes salientaram que desejam fazer tudo dentro das leis trabalhistas espanholas.

“Queremos implementar essas medidas seguindo escrupulosamente as regras formais do trabalho, sob os critérios da proporcionalidade e, sobretudo, da equidade, com o único objetivo de retomar a atividade do clube o mais rapidamente possível”, frisou.

O Barça anunciou também uma série de programas para ajudar a combater a proliferação do vírus e a lidar com o isolamento social. Entre elas, está ceder as instalações do clube ao Departamento de Saúde da Generalitat da Catalunha e o programa “Te Acompanhamos em Casa”, para entrar em contato com todos os sócios com mais de 80 anos para informá-los e acompanhá-los durante a crise.

*Com informações da EFE