CAS mantém multa e suspensão a Valcke por gravidade de infrações

  • Por Agência EFE
  • 27/07/2018 10h42
EFEValcke foi designado diretor de marketing da FIFA em 2003, e em 2007 chegou à secretaria geral por convite do então presidente Joseph Blatter

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou o recurso apresentado contra a Fifa pelo ex-secretário-geral da entidade Jérôme Valcke e confirmou a suspensão do dirigente francês por dez anos, além de uma multa de 100 mil francos suíços (R$ 374 mil), pelas infrações cometidas contra o Código de Ética da organização futebolística.

A punição, imposta pela federação internacional em junho de 2016, se deu devido ao envolvimento de Valcke na revenda de ingressos da Copa do Mundo, uma transação irregular com uma companhia de programas de informática, uma oferta benefícios ilícitos a confederações regionais e despesas de viagem inadequadas, ao que se uniu a sua recusa em colaborar com as investigações.

Segundo a decisão emitida nesta sexta-feira pela CAS, o painel de arbitragem considerou que essa “acumulação de ofensas” são de tal gravidade que a punição da Fifa foi “plenamente proporcional”.

Valcke foi designado diretor de marketing da FIFA em 2003, e em 2007 chegou à secretaria geral por convite do então presidente Joseph Blatter. Foi expulso em janeiro de 2016, após as conclusões de um Comitê de Emergência que investigou as irregularidades.