CEO do Liverpool cutuca Coutinho: ‘Nos serviu para trazer o Alisson e não perdemos mais’

  • Por Jovem Pan
  • 12/02/2020 10h31
ReproduçãoCoutinho foi vendido pelo Liverpool ao Barcelona em 2017

CEO do Liverpool, Peter Moore, falou nessa quarta-feira, sobre o meia brasileiro Philippe Coutinho, ex-jogador do clube e que vem tendo um possível retorno especulado, mas deu a entender que a transferência não está entre as prioridades.

“Não quero falar ao respeito com Coutinho, mas ele tinha uma forma diferente de entender o futebol. O dinheiro que ele nos gerou, serviu para trazer Alisson Becker”, disse o dirigente, em encontro com torcedores dos ‘Reds’ na Cidade do Cabo, na África do Sul.

O brasileiro trocou o Liverpool pelo Barcelona em janeiro de 2018, em transação que, segundo a imprensa, teve valor de 130 milhões de euros (R$ 612,5 milhões, em valores atuais). A contratação, que já vinha sendo tentada desde o ano anterior, foi polêmica, mas segundo Moore, boa para o clube inglês.

“Se vocês se lembram, quando ele se foi há dois anos, houve uma mudança completa no estilo de jogo. Além disso, quase não perdemos mais no restante da temporada”, destacou o CEO.

Em 2017-2018, após o adeus de Coutinho, os ‘Reds’ só perderam mais duas vezes no Campeonato Inglês, em que foi quarto colocado, caiu na quarta fase da Copa da Inglaterra e foi derrotado na final da Liga dos Campeões.

Já Coutinho não conseguiu reviver momentos tão gloriosos na carreira. Sem emplacar no Barcelona, ele acabou sendo emprestado nesta temporada para o Bayern de Munique, onde também não conta com muito prestígio.

*Com informações da EFE