Coronavírus: Parma corta salário do elenco e da comissão técnica por um mês

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2020 14h02
EFEO Parma anunciou corte salarial de 1 mês por causa da pandemia

O Parma anunciou nesta quarta-feira (15) medidas de redução de custos em resposta à pandemia de coronavírus. O clube afirmou que os jogadores da equipe principal, a comissão técnica e o diretor esportivo concordaram por unanimidade em realizar um corte salarial no valor de um mês.

Ao anunciar a decisão, o Parma declarou que foi tomada “à luz da emergência de saúde que está impedindo a realização de atividades esportivas e já causando consideráveis prejuízos econômicos e danos ao clube”.

Além disso, o Parma agradeceu ao elenco e membros da comissão técnica “pelo senso de responsabilidade demonstrado neste momento difícil que requer bom senso e espírito construtivo de todos os membros da empresa”.

No fim de março, jogadores da Juventus e o técnico Maurizio Sarri aceitaram renunciar a 1/3 dos seus salários. Já no Cagliari, o elenco aceitou ficar receber o pagamento relativo a março.

Em função da pandemia do coronavírus, o Campeonato Italiano está paralisado desde 9 de março e ainda não há qualquer indicação se e quando a temporada será retomada. O torneio ainda tinha 12 rodadas a serem disputadas, além de quatro jogos adiados do fim de semana de 22 de fevereiro. Pelo menos 15 jogadores da primeira divisão testaram positivo para a covid-19.

Na semana passada, o sindicato dos jogadores do país rejeitou a proposta dos clubes da primeira divisão de reduzir os salários do atletas em um terço por um máximo quatro meses, se a temporada atual não puder ser retomada.

*Com informações do Estadão Conteúdo