CR7 volta a negar acusação de estupro e diz que aguardará investigação: ‘Nada me pesa na consciência’

  • Por Jovem Pan
  • 03/10/2018 11h29
EFE"Não vou alimentar o espectáculo mediático montado por quem se quer promover à minha custa”, escreveu

Acusado de ter estuprado a americana Kathryn Mayorga em um hotel em Las Vegas, nos Estados Unidos, em 2009, o atacante da Juventus Cristiano Ronaldo posicionou-se sobre o caso mais uma vez. Agora, a negativa do caso foi através de sua conta no Twitter em duas postagens nesta quarta-feira (03).

Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjecto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espectáculo mediático montado por quem se quer promover à minha custa”, escreveu em sua língua nativa.

CR7 ainda completou que aguardará “com tranquilidade o resultado de quaisquer investigações e processos pois nada me pesa na consciência.”

O caso

A americana Kathryn Mayorga fez uma denúncia de estupro contra Cristiano Ronaldo. Ela alega que o craque da Juventus tentou violentá-la em um hotel, em Las Vegas, em 2009. Ele já respondeu às acusações e negou tudo. As informações são da CNN.

O caso teria acontecido em junho de 2009, quando Cristiano nem tinha acertado a transferência para o Real Madrid ainda. Mayorga e outras amigas teriam ido para uma cobertura, onde iam entrar em uma jacuzzi. Ela diz que, quando estava trocando de roupa, foi atacada pelo português. Ele teria pedido sexo oral e depois lhe estuprado.

A americana diz que Cristiano lhe pagou 375 mil dólares para que ela ficasse em silêncio. Como assinou um contrato, nunca contou a ninguém sobre o caso. Agora, porém, mudou de advogado e tentará anular o acordo anterior.

Cristiano Ronaldo e os advogados dele disseram que a entrevista “viola direitos pessoais” e é “inadmissível”. Em uma transmissão ao vivo no Instagram, o jogador disse que a notícia é falsa e acusou Mayorga de tentar se promover pelo nome dele.