De Jong e Wijnaldum, da Holanda, comemoram gol repudiando racismo após caso no país

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2019 09h20
Reprodução/TwitterWijnaldum

A Holanda bateu a Estônia por 5 a 0, na noite da última terça-feira (19), em Amsterdã, em duelo válido pelas Eliminatórias da Eurocopa 2020. Chamou atenção, no entanto, a comemoração de Wijnaldum e De Jong, que celebraram o primeiro gol da seleção holandesa repudiando atos racistas. A manifestação acontece justamente após um caso de injuria racial eclodir no futebol local.

Logo aos 6 minutos, Wijnaldum, que é negro, balançou a rede e correu para comemorar o tento com De Jong. Eles foram até a beira do campo e uniram os braços, indicando que os tons diferentes de pele não deveriam representar nenhuma diferença.

Na última segunda-feira (18), em partida realizada pela 2ª Divisão do Campeonato Holandês, o atacante Mendes Moreira, do Excelsior, foi alvo de cânticos racistas por parte da torcida do Den Bosch. Revoltado, o atleta chorou e precisou ser consolado por atletas que disputavam a partida, que foi prontamente suspensa pelo árbitro.

Atos discriminatórios estão deste tipo estão sendo registrados com frequência na Europa. Recentemente, o atacante Mário Balotelli, do Brescia, sofreu com gritos que imitam sons de macaco. Outros jogadores do futebol italiano, inglês, russo e ucraniano também foram alvos do crime.