Maradona defende imposto sobre grandes fortunas na Argentina: ‘É preciso igualar as coisas’

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2020 14h56 - Atualizado em 23/05/2020 14h57
Reprodução/Twitter/GimnasiaDiego Armando Maradona é o atual treinador do Gimnasia La Plata, da Argentina

Diego Maradona afirmou, em entrevista veiculada na noite da última sexta-feira, que é favorável a um imposto sobre as grandes fortunas na Argentina, uma proposta que está sendo defendida por deputados e senadores que apoiam o governo do presidente Alberto Fernández.

“Neste país, há ricos e pobres. Sou a favor, totalmente. É preciso igualar as coisas”, disse o atual técnico do Gimnasia La Plata, em entrevista à emissora local C5N.

“A única coisa que não muda é a vontade das pessoas de comer. Com todo o dinheiro que roubaram, não fizeram nada para a população. Os ricaços levaram tudo”, completou Maradona.

Além disso, o lendário camisa 10 da seleção argentina comparou o governo de Alberto Fernández com o do antecessor, Mauricio Macri.

“Alberto começou com 10 mil pontos e agora está com 100 mil. Ele precisa acabar com a pobreza, dar pão para eles. Estes ladrões não podiam ter roubado um pouco menos? Isso de Macri não é de agora, veio de família”, disse o ex-jogador.

Maradona ainda deixou uma mensagem para a oposição do atual governo. “Não coloquem pedras no caminho. Estão fazendo as coisas maravilhosamente bem, e o presidente tem culhão para enfrentar os que atrapalham”, disparou.

*Com informações da Agência EFE