Diretoria do PSG pressiona jogadores por redução salarial, diz jornal

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2020 13h54
EFE/EPA/YOAN VALATNeymar é o camisa 10 do PSG

A diretoria do Paris Saint-Germain está pressionando os jogadores por um acordo que leve à redução salarial, para minimizar os prejuízos provocados pela pandemia da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, segundo publicou nesta sexta-feira o jornal esportivo “L’Équipe”.

De acordo com o veículo especializado, o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, elevou o tom depois de sequer ser atendido pelos integrantes do elenco, quando ele próprio faz telefonemas para discutir o assunto.

A maior irritação do catariano seria com o zagueiro brasileiro Thiago Silva, capitão do time, que é o principal interlocutor dos jogadores junto à direção. O ex-Fluminense viajou para o Brasil e seria um dos que não quer o salário reduzido, segundo o “L’Équipe”.

De acordo com a publicação, o defensor, que tem contrato se encerrando em 30 de junho, não quer receber menos do que 1 milhão de euros (R$ 6 milhões) brutos mensais. Além disso, ele não quer ajudar os dirigentes a negociar com os companheiros.

O PSG já aderiu ao programa do governo de suspensão temporária do emprego, com isso, paga 85% dos salários e recebe um valor para ser repassado aos funcionários.

*Com EFE