Elenco do Real Madrid aceita redução salarial por causa do coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2020 13h51
Juanjo Martín/EFEVinícius Jr. celebra gol contra o Barcelona

O Real Madrid anunciou, na tarde desta quarta-feira (8), que o os times profissionais de futebol e de basquete aceitaram reduzir o salário devido à pandemia do novo coronavírus. Em comunicado, o clube informou que os jogadores e os treinador sofrerão um corte na remuneração anual de 10% a 20%, dependendo do período em que o futebol ficar paralisado.

Segundo o Real, o acordo avita com que a agremiação evite tomar medidas traumáticas e tem apoio dos conselheiros madrilenos.

“Essa decisão, adotada por jogadores, treinadores e funcionários, evita medidas traumáticas que afetam o restante dos trabalhadores, além de contribuir para os objetivos econômicos da entidade, em vista da diminuição de renda que sofre nesses meses em decorrência da suspensão de competições e a paralisia de grande parte de suas atividades comerciais”, explicou.

Em nota, o clube também agradeceu os funcionários pela negociação que teve desfecho favorável. “O Real Madrid se orgulha de todos aqueles que compõem esta grande família e sua cultura inabalável de valores, que se tornam especialmente valiosos em tempos de dificuldade como este”, completou.

A Federação Espanhola de Futebol suspendeu as atividades por período indeterminado. Até o momento, o país é um dos mais afetados pela Covid-19, contabilizando mais de 145 mil casos e 14.555 mortes.