Em partida eletrizante, Manchester City vence o Real e sai na frente na semi da Liga dos Campeões 

Kevin De Bruyne, Gabriel Jesus, Phil Foden e Bernardo Silva marcaram para os ingleses, enquanto Karim Benzema (duas vezes) e Vinicius Júnior fizeram para os espanhóis

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2022 17h57 - Atualizado em 26/04/2022 18h02
EFE/EPA/PETER POWELL O Manchester City ganhou do Real Madrid por 4 a 3 O Manchester City ganhou do Real Madrid por 4 a 3

O Manchester City venceu o Real Madrid por 4 a 3 em uma partida eletrizante, realizada na tarde desta terça-feira, 26, no Etihad Stadium, e válida pela primeira semifinal da Liga do Campeões da Europa. Kevin De Bruyne, Gabriel Jesus, Phil Foden e Bernardo Silva marcaram para os ingleses, enquanto Karim Benzema (duas vezes) e Vinicius Júnior fizeram para os espanhóis. Com o resultado, o time treinado por Josep Guardiola joga pelo empate no confronto de volta, no Santiago Bernabéu, marcado para o dia 4 de maio. No outro lado da chave, Liverpool e Villarreal começam a se enfrentar nesta quarta-feira, 27, no Anfield.

Com a torcida em polvorosa e demonstrando muita disposição, o Manchester City começou a partida em alta intensidade e saiu na frente logo no primeiro minuto. Mahrez fez bela jogada individual, deixou dois marcadores para trás e cruzou na medida para Kevin De Bruyne, que desviou para as redes. Atordoado, o Real Madrid praticamente não conseguia sair de seu campo de defesa e acabou levando o segundo aos 15 minutos. Gabriel Jesus recebeu de De Bruyne, girou sobre Alaba e mandou para as redes. Superior no jogo, os britânicos ainda tiveram chances claras com Mahrez, Foden e Zinchenko, mas parou nas defesas de Courtois e na falta de pontaria. Os madrilenos, aos poucos, entraram no duelo e diminuíram o prejuízo com Benzema, que recebeu bela assistência de Mendy e desviou para as redes, ainda antes do intervalo.

No retorno do vestiário, Manchester City e Real Madrid continuaram fazendo um jogo emocionante, com os brasileiros seguindo como protagonistas. Fernadinho, que havia entrado na vaga de Stones, fez excelente jogada individual pela direita e cruzou na medida para Foden anotar o terceiro, aos 8 minutos. No lance seguinte, no entanto, o experiente defensor sofreu um drible desconcertante de Vinicius Júnior, que disparou desde o meio-campo, invadiu a área e teve calma para fazer o 3 a 2. A equipe treinada por Pep Guardiola, porém, permaneceu com mais volume e chegou ao quarto tento com Bernardo Silva – de fora da área, o português soltou uma bomba no ângulo direito de Courtois, já aos 29 minutos. Quando tudo se encaminhava para uma vantagem confortável, Laporte colocou a mão na bola dentro da área, cometendo uma penalidade a favor dos espanhóis. Na batida, Benzema fez de cavadinha, deslocando Ederson. Desgastados após um duelo de alta intensidade, os jogadores diminuíram a batida nos instantes finais e não movimentaram mais o placar.