Em temporada decepcionante, Hernanes explica como conseguiu ‘vitória pessoal’

  • Por Allan Brito/ Jovem Pan
  • 05/11/2018 12h12
DivulgaçãoHernanes se recuperou de lesão e fez gol recentemente

A temporada de 2018 foi ruim para o Hebei Fortune, da China. Apesar dos altos investimentos, o time não conseguiu disputar o título e vai ficar no meio da tabela do campeonato nacional. Hernanes, ex-São Paulo, deveria ser um dos astros da equipe, mas teve um ano cheio de lesões. Em entrevista à Jovem Pan, ele contou que a “vitória pessoal” só aconteceu recentemente.

“Eu tive duas lesões com reincidência, que me atrapalharam muito. Quando voltei, não estava jogando muito, mas treinei com muito afinco e nos últimos jogos tive a oportunidade de jogar e fiz um gol. Vejo que consegui uma vitória pessoal, de aguardar o momento e corresponder em campo”, contou Hernanes.

Essa vitória pessoal tem tudo a ver com um pedido de Hernanes. Desde que chegou na China, ele tenta atuar de forma mais avançada, mas nem sempre é atendido: “Jogando de volante, tenho que correr para marcar em todos lados e não tenho energia para fazer o que fui contratado para fazer, que é fazer a diferença com gols e outras coisas”, aponta Hernanes, que pediu para sair do time no ano passado por causa disso.

O brasileiro foi emprestado ao São Paulo, recuperou o bom futebol, voltou para China em 2018 e só agora começa a ver mudanças: “Eu sempre falava que precisava de uma oportunidade jogando na minha posição. Bem preparado, vou conseguir executar meu futebol. Estou feliz por isso. Estou jogando em uma posição mais confortável para mim. E em uma esquema tático que me favorece mais. Às vezes a gente tem que esperar o momento certo para as coisas acontecerem”.

E tudo melhorou também fora de campo. A sede do Hebei mudou de Chinwangtao para Pequim, o que fez muita diferença para Hernanes: “Lá era uma cidade pequena e não tinha nenhuma outra atividade para fazer. Aqui em Pequim é totalmente diferente. Você encontra tudo para comer e atividades para fazer”.

Mas isso não resultou em sucesso para o Hebei nesta temporada. Hernanes contou que o sentimento do time é de decepção e explicou os problemas: “Tínhamos ambições maiores. Mas foi um ano de mudanças significativas. Até chegar na nova cidade e se adaptar demorou um pouco. Quando o time estava encaixando, mudou de treinador. Depois levou tempo para conhecer o novo esquema. E tivemos lesões, suspensões e outros problemas que atrapalharam o andamento normal da temporada”.

O Hebei está em 7º lugar atualmente no Campeonato Chinês, faltando duas rodadas para o fim da competição. A equipe não tem mais chances de conseguir vaga para a Liga dos Campeões da Ásia e nem corre risco de rebaixamento. No último sábado, com Hernanes como titular, o Hebei perdeu para Jiangsu Suning, time de Alex Teixeira, por 3 a 1.