Ex-Once Caldas e Real Madrid se defende de acusação de tráfico de drogas

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 22h00
Reprodução/MarcaEdwin Congo foi contratado pelo Real Madrid em 1999

Edwin Congo, ex-jogador colombiano que atuou no Real Madrid, afirmou nesta terça-feira, após ser liberado pela polícia, que é inocente da acusação de tráfico de drogas.

Congo foi preso em uma operação antidrogas, e liberado após depor por uma hora na delegacia. “Estou muito calmo porque não fiz nada, não trafico cocaína, não tenho cocaína em minha casa, estou muito bem de saúde, me comporto muito bem com as pessoas e com tudo que posso. Hoje foi mais um dia de ensino e aprendizado”, declarou ao programa Mega, do qual é comentarista.

Ele afirmou que não mantém nenhuma relação com negócios ilegais. “Sou inocente, não fiz absolutamente nada que tenha a ver com a venda ou fabricação de cocaína. Há uma indicação lógica porque estou ligado a uma série de pessoas que estão envolvidas nisso, mas daí eu ter mudado minha vida ou ter feito algo extraordinário”, defendeu-se.

Carreira

Congo foi revelado pelo Once Caldas, e se transferiu para o Real Madrid em 1999. Curiosamente, ele não chegou a atuar pelo clube, e durante os anos de contrato, defendeu o Valladolid, Vitória de Guimarães e Toulouse, por empréstimo.

“Ainda sou o mesmo de sempre. Vou precisar saber medir quem sou e para onde quero ir”, disse. “Eu estava muito calmo porque não devo nada a ninguém. Só quero continuar desfrutando da vida da melhor maneira possível”, acrescentou.

Congo foi detido na manhã desta terça-feira, quando policiais bateram à sua porta e lhe pediram que os acompanhasse. Ele foi interrogado sobre a venda ilegal de esmeraldas e tráfico de drogas, mas afirmou não ter “nada a ver” com o caso. “O importante é que estou em casa e me sinto totalmente livre de qualquer problema”, encerrou.

* Com EFE