Gravações telefônicas relatam sete jogadores da equipe de Ronaldo Fenômeno comprados

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2019 18h56 - Atualizado em 03/06/2019 19h13
ReproduçãoTime de Ronaldo está envolvido em escândalo

Gravações telefônicas comprovam que 7 jogadores do Valladolid, time presidido por Ronaldo Fenômeno, foram comprados na fabricação do resultado da partida entre a equipe e o Valencia, na última rodada do Campeonato Espanhol, segundo informações do jornal El Mundo.

As informações divulgadas pelo periódico espanhol dão conta que escutas telefônicas da Operação Oikos revelaram planos para determinar o resultado da partida entre Valladolid x Valencia, com vitória do time visitante tanto no primeiro, como no segundo tempo. O jogo terminou 2 x 0 para o Valencia, com gols aos 36 do primeiro tempo e 7 do segundo tempo.

“Olha, irmão”, o ex-jogador de futebol diz a um amigo dele. “Valência vence a primeira metade e a segunda, certo? Ouça-me, quem ganha a primeira parte e a segunda, ok? Em outras palavras, ele ganha a primeira parte e a festa também ganha; não que ele vença, que ele tenha que marcar dois gols em ambas as partes, que ele vença primeiro e segundo (…). Olha, você sabe o que é, ninguém pode descobrir, mas você sabe o que é. Ninguém Ninguém é ninguém, ninguém, nem seus amigos, nem ninguém.”, teria dito o ex-jogador Carlos Aranda, segundo as escutas interceptadas pela polícia espanhola.

Segundo o juiz que está investigando o caso, “aparentemente, o resultado acordado foi a vitória do Valencia CF, na primeira metade e a vitória final da mesma equipe, ele prevê que realmente foi cumprida com a ajuda de jogadores de Valladolid. Por outro lado, Carlos Aranda Reina e Raúl Bravo Sanfélix fizeram apostas desportivas na linha com o resultado previamente acordado”.