Incrível! Boca Juniors ‘rouba’ título do River com gol de Tévez na última rodada

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2020 13h52
Reprodução O Boca Junior foi campeão do Campeonato Argentino com gol de Tévez

O Boca Juniors é o campeão argentino da temporada 2019/2020 Na noite deste sábado, na rodada final da competição, o time fez a sua parte ao derrotar o Gimnasia La Plata por 1 a 0, no estádio La Bombonera, em um duelo com o protagonismo de alguns dos grandes nomes da sua história, e contou com o tropeço do River Plate, que empatou por 1 a 1 com o Atlético Tucumán, para assegurar a taça.

Antes do início da 23ª rodada, o Boca estava atrás do River na classificação. Mas ultrapassou o seu maior rival, tendo chegado aos 48 pontos, apenas um a mais do que o vice-campeão. É, assim, o terceiro título da equipe nas últimas quatro temporadas na Argentina.

Para além da conquista, a partida foi marcante para o Boca por vários motivos. Afinal, o Gimnasia é dirigido por Diego Maradona, ídolo histórico do clube. Ele retornou ao estádio como técnico pela primeira vez desde 1995, recebeu homenagens da diretoria, foi exaltado pela torcida em faixas e bandeiras e ainda deu um “selinho” em Carlitos Tevez.

O atacante, aliás, teve participação decisiva na conquista. Afinal, foi dele o gol da vitória, aos 27 minutos do segundo tempo, em finalização da entrada da área, em que o goleiro Jorge Broun tentou, mas não conseguiu fazer a defesa.

Mas também era preciso contar com um tropeço do River Plate. E ele veio. Fora de casa, o time foi vazado por Javier Toledo, aos 19 minutos do primeiro tempo. Conseguiu a igualdade antes do intervalo, aos 35, com Matias Suárez. Mas a virada que lhe daria o título do Campeonato Argentino não se concretizou. E a festa foi toda do Boca Juniors, campeão nacional pela 34ª vez.

“Roubar” o título do River também possui peso especial para o Boca em razão de derrotas recentes para o rival, que o superou na decisão da Copa Libertadores de 2018 e nas semifinais da mesma competição em 2019. Além disso, tem gosto amargo para o técnico Marcelo Gallardo, que segue sem conseguir ser campeão argentino como treinador do River, que empatou nas duas rodadas finais, permitindo que o Boca o ultrapassasse na classificação.

*Com informações do Estadão Conteúdo