Inter e Milan apresentam projeto atualizado para construção do novo San Siro

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2020 19h21
WikimediaO San Siro, estádio que Inter de Milão e Milan dividem, será deixado de lado

A Internazionale e o Milan apresentaram nesta terça-feira (21) um projeto atualizado para a construção de um novo San Siro, que foi modificado para seguir as instruções recebidas pelo conselho responsável pela análise das propostas.

Em novembro do ano passado, a Câmara Municipal de Milão concordou na construção de um novo estádio, mas pediu aos clubes que limitassem seu impacto no bairro e apresentassem um plano para transformar o atual San Siro em uma cidade esportiva ou, pelo menos, atribuir-lhe uma função específica.

“As hipóteses, de acordo com a Câmara Municipal e conforme acordado na última reunião, preveem a reutilização do estádio, principalmente com funções esportivas e de entretenimento, para permitir que o bairro de San Siro tenha vida durante os 365 dias do ano”, diz a nota oficial.

“Os clubes continuarão com o estudo técnico e econômico das hipóteses apresentadas, sempre de maneira consistente com as linhas indicadas pela Câmara”, acrescenta.

As delegações da Inter, liderada pelo CEO Alessandro Antonello, e Milan, através do presidente Paolo Scaroni, explicaram ao Conselho que, de acordo com seus planos, o atual estádio poderia se tornar um centro social para a prática de vários esportes, além de sediar eventos culturais e musicais.

No final do ano passado, os clubes apresentaram dois projetos realizados pelo grupo americano Populous e pelo consórcio ítalo-americano Manica-Cmr Sportium.

Os primeiros planos para a construção de um novo San Siro tinha base retangular, inspirado no estilo gótico da Catedral de Milão e na Galeria que emerge a poucos metros do monumento, símbolo da cidade italiana.

O segundo projeto prevê linhas futuristas, marcadas por dois anéis interligados que simbolizam a união entre o passado e o futuro dos clubes. O lado externo do estádio será iluminado de maneira diferente, dependendo da equipe que tiver o mando de campo na ocasião.

*Com EFE