Coronavírus: Governo proíbe eventos esportivos com público no norte da Itália

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2020 19h11
EFE/EPA/SIMONE VENEZIAPelo menos sete pessoas morreram pelo coronavírus na Itália

O ministro dos Esportes da Itália, Vincenzo Spadafora, anunciou nesta segunda-feira (24) que os eventos esportivos em diversas regiões do país até o próximo domingo (1º) só acontecerão com portões fechados, o que vale para os jogos do Campeonato Italiano de futebol, incluindo o clássico entre Juventus e Inter de Milão.

O titular da pasta, em entrevista à emissora local Rai, revelou que o governo decidiu aceitar o pedido da Federação Italiana de Futebol para que as partidas acontecessem, mesmo com o alerta pelo aumento dos casos e pelo registro de mortes pelo coronavírus, mas sem presença de público nas arquibancadas.

“Decidimos proibir as manifestações esportivas, em Lombardia, Veneto e Piemonte, mas também em Friuli, Veneza, Giulia, Liguiria e Emilia Romagna. A proibição vale até domingo. Mas, seguindo as petições, permitimos jogos com portões fechados”, afirmou Spadafora.

A liga que organiza o Campeonato Italiano ainda oficializará as partidas sem público, mas a expectativa é que sejam os duelos envolvendo Udinese e Fiorentina; Milan e Genoa; Parma e Spal; Sassuolo e Brescia; Sampdoria e Verona; além de Juventus e Inter de Milão.

Até o momento, a realização com público presente das partidas entre Lazio e Bologna; Napoli e Torino; Lecce e Atalanta; Cagliari e Roma depende da avaliação dos serviços de saúde locais, embora, por enquanto, estejam confirmadas.

De acordo com a imprensa italiana, o jogo entre Inter de Milão e Ludogorets, pela volta da fase 16 avos de final da Liga Europa, também será realizado com portões fechados.

Sete pessoas morreram e mais de 220 foram diagnosticadas com a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, a maioria dos casos sendo registrados no norte da Itália, que está em alerta máximo.

*Com EFE