José Manoel: Rodrygo, Gabriel Jesus e Vinicius Jr. serão como Ronaldo, Ronaldinho e Rivaldo?

  • Por José Manoel/Jovem Pan
  • 23/06/2020 12h30
EFE / Juanjo Martín.Rodrygo é um dos mais promissores jogadores brasileiros

Existe uma certa ansiedade de ver Rodrygo, Vinicius Junior e Gabriel Jesus no nível de Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo. Cito os três, mas poderia acrescentar outros nomes, e, sem futebol por aqui, a atenção está ainda mais voltada para os campeonatos na Europa.

Na última Copa do Mundo vencida pelo Brasil, tínhamos, para ficar apenas com a parte ofensiva, esses três nomes figurando em uma prateleira que hoje só tem Neymar, posição que, por problemas físicos, nosso camisa 10 não conseguiu comprovar dentro de campo em um mundial. Em 2014, deixou a Copa contundido e, em 2018, chegou em fase de recuperação de outra contusão.

Quando vejo Vinicius Junior e Rodrygo, ambos no Real Madrid, e Gabriel Jesus, no City, sinto essa ansiedade em vê-los resolvendo jogos, fazendo a diferença, sendo protagonistas. Jesus tem bons números e os outros fazem alguns bons jogos, mas ainda não chegaram lá.

Pode ser injusto com esses garotos, são tão jovens. Clodoaldo, na Copa de 70, tinha 20 anos. No último domingo, ele falou à Jovem Pan, em programa sobre os 50 anos do Tri, que já se sentia experiente pois havia participado de inúmeras excursões com o Santos na Europa.Os tempos são outros, mas nossos garotos já estão jogando por lá. No Catar, Vinicius e Rodrygo estarão com 21 anos e Gabriel Jesus com 25. Em 2002, Ronaldinho estava com 22, Ronaldo com 25 e Rivaldo, o mais experiente dos três, estava com 30 anos. Será que teremos que esperar por 2026?

Não vou voltar à Copa de 58, pois Pelé é outra história.

Uma coisa é certa, não dá para ser campeão com apenas uma estrela. Você pode discordar, claro, e citar 94, mas não era só Romário. Talvez a Argentina de Maradona em 86, mas, se isso for verdade, está mais para exceção.

Continuo torcendo, com essa ansiedade, sem exagero ou cobrança excessiva, para que tenhamos outros Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo no Catar em 2022, confiando na classificação nas Eliminatórias, claro. Se não for os três citados, que sejam outros, ou então que estejam prontos em 2026.