City perde e Liverpool é campeão inglês após 30 anos de jejum

Quantidade de pontos em disputa deu o título de forma antecipada ao clube

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2020 18h51 - Atualizado em 25/06/2020 18h57
EFE/EPA/PETER POWELLTorcedores foram à Anfiled para comemorar o título do Liverpool

A noite será de muita comemoração em Liverpool. Após 30 anos, o clube quebrou um jejum histórico e se sagrou campeão inglês pela 19ª taça da competição sem ao menos entrar em campo. O Manchester City, segundo colocado no torneio, perdeu por 2 a 1 para o Chelsea em Londres, e permaneceu com 63 pontos, contra 86 do rival. A diferença torna o time de Jürgen Klopp inalcançável, pois só restam 21 pontos em disputa.

O título coroa um trabalho de sucesso, que rendeu ao elenco o título da Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes de 2019. Esta é a primeira vez que o Liverpool é campeão inglês desde a criação da Premier League.

Precisando dos três pontos e sem a pressão da torcida adversária, o City partiu para o ataque em busca da vitória, único resultado que interessava para se manter vivo na disputa. Fernandinho quase abriu o placar aos 17 minutos, mas parou nas mãos de Kepa.

Aos 32, o Chelsea pressionou, mas Ederson se sobressaiu com uma grande defesa na finalização de Christensen. No rebote, Azpilicueta chutou para fora, perdendo uma chance incrível.

Pulisic abriu o placar para o Chelsea após fala dupla de Gündogan e Mendy. O gol não desanimou o City, que lutava pelo tri. Aos nove minutos da etapa final, De Bruyne cobrou uma falta magistral e empatou o jogo. Minutos depois, Sterling teve a chance da virada, mas mandou na trave.

O time de Guardiola foi para o tudo ou nada e ficou desprotegido na defesa. Fernandinho conseguiu salvar duas vezes o gol de Abraham, mas em uma delas, colocou a mão na bola. O juiz marcou pênalti que Willian bateu com sucesso e fez 2 a 1 para os Blues.

* Com Estadão Conteúdo