Manchester United suspende Greenwood após jogador ser acusado de agredir ex-namorada

A jovem publicou em suas redes sociais imagens com o rosto ensanguentando e um áudio que supostamente mostra o atleta tentando forçar relação sexual; clube o afastou ‘até segunda ordem’

  • Por Jovem Pan
  • 30/01/2022 17h17
Paul Ellis/AFP - 03/01/2022 O atacante Greenwood perto da rede em um jogo de futebol Greenwood foi afastado temporariamente do Manchester United

O atacante inglês Greenwood, do Manchester United, não voltará a treinar ou jogar “até nova ordem”, informou o clube da Premier League em um comunicado divulgado neste domingo, 30, depois que sua ex-namorada Harriet Robson acusou o jogador de 20 anos de agressão e violência sexual. Horas antes do anúncio, vídeos, fotos e uma gravação de áudio foram postados na conta do Instagram da jovem antes de serem excluídos. Essas imagens mostram a mulher com o rosto ensanguentado e marcas de golpes por todo o corpo. Já o áudio seria uma prova de que Greenwood tentou forçar relações sexuais. “Para todos aqueles que querem saber o que Mason Greenwood realmente faz comigo”, escreveu.

“Estamos cientes das imagens e acusações que circulam nas redes sociais”, comunicou o clube em um primeiro comunicado. “Não comentaremos até que os fatos estejam claros. O Manchester United não tolera qualquer tipo de violência”. Após essa primeira advertência, o United publicou um segundo comunicado: “Mason Greenwood não voltará a treinar ou jogar até nova ordem”. Um porta-voz da polícia de Manchester, citado pela British Press Association, declarou que “abriu uma investigação para esclarecer as circunstâncias do ocorrido”.

*Com informações da EFE