Marcelo revela crise de ansiedade antes de final da Champions contra Liverpool

  • Por Jovem Pan
  • 31/10/2019 18h48
Reprodução / Twitter / Real Madrid CFMarcelo

O lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, fez um balanço emocionado das quatro conquistas de Liga dos Campeões da Europa com a camisa merengue em um artigo publicado nesta quinta-feira pela “The Players Tribune” e revelou ter tido uma crise de ansiedade antes da final contra o Liverpool, em 2018.

“Tudo começou na noite anterior à final. Não conseguia comer. Não conseguia dormir. Só pensava no jogo. Não estou falando de ficar nervoso, ficar nervoso é normal no futebol. Era como se tivesse uma coisa presa no meu peito. Uma pressão monstruosa”, afirmou o lateral, lembrando da véspera da decisão realizada em Kiev, onde o Real venceu os Reds por 3 a 1 e conquistou sua 13ª Champions.

“Quando existe a chance de fazer história, você sente o peso disso. Mas, por alguma razão, eu realmente estava sentindo essa pressão. Nunca que eu tinha passado por tanta ansiedade assim antes, não sabia o que estava acontecendo e pensei em chamar o médico, mas estava com medo que ele não me deixasse jogar”, acrescentou.

No dia da decisão, Marcelo revelou que ainda estava com os mesmos sintomas da véspera. “Eu não conseguia respirar. Tentava não entrar em pânico. Isso aconteceu no vestiário pouco antes final”, lembra o jogador, afirmando que quando a bola rolou no estádio Olímpico, tudo passou.

“Eu pensei, quantos moleques no mundo jogam futebol? Quantos deles sonham em jogar uma final de Champions? Quando pisei no gramado, ainda tinha dificuldade para respirar e eu pensei: ‘se tiver que morrer esta noite aqui, vou morrer'”, afirmou.

O lateral de 31 anos disse que chorou antes do apito final, quando se deu conta que tinha conquistado sua quarta Liga dos Campeões pelo Real.

“Então, faltando apenas 10 minutos, nós já estávamos ganhando por 3 a 1, e daí que me toquei que nós seríamos campeões. A bola foi pra fora, eu tive um momento para pensar e comecei a chorar. Estava soluçando, lá no gramado. Nunca tinha acontecido nada igual comigo antes”, disse.

Ele reconhece que na última temporada o Real Madrid esteve abaixo das expectativas. Mas com a autoridade de quem está há 13 temporadas no Santiago Bernabéu, garante que desta vez será diferente.

“A última temporada foi um fracasso. Nós sabemos disso. Nós não ganhamos nada. Foi uma experiência terrível. Mas estou de cabeça erguida, porque isso nos deu fome de novo. O Real Madrid voltará”, concluiu.

*Com informações da EFE