Mario Gómez anuncia que não pretende mais defender a seleção alemã

  • Por EFE
  • 05/08/2018 12h27
EFEGomez fracassou com a Alemanha na Rússia

O atacante alemão Mario Gómez anunciou neste domingo que não pretende mais defender a seleção alemã, pouco mais de um mês após a eliminação na fase de grupos da Copa do Mundo, embora garanta que não se trate de uma decretação de aposentadoria.

“O meu tempo no ‘Nationalmannschaft’ não foi sempre fácil, em termos esportivos, nem sempre bem-sucedido, mas, sempre foi maravilhoso”, escreveu o jogador do Stuttgart, de 33 anos, em texto publicado no Facebook.

Com a camisa da Alemanha, Gómez fez 78 jogos e anotou 31 gols. Na Rússia, saiu do banco nas três partidas disputadas, nas derrotas para México e Coreia do Sul e na vitória sobre a Suécia, sem conseguir balançar as redes.

“É hora de abrir espaço e dar chance a muitos jovens de grande talento, para que realizem seus sonhos”, afirmou o veterano.

Apesar do texto de adeus, Gómez admitiu que não rejeitaria uma convocação, caso essa seja a vontade do comandante alemão Joachim Löw, que, segundo o jogador, foi comunicado da decisão.

“Só se o treinador, faltando dois anos para a Eurocopa, ver necessidade, por razões improváveis. Ainda me sinto em forma para poder ajudar. Estarei pronto”, garantiu.