Meia do Chelsea diz que pedirá ajuda aos jogadores brasileiros para enfrentar o Palmeiras

Mateo Kovacic elogiou a torcida palestrina, mas ressaltou que o clube inglês está desesperado para ser campeão mundial

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2022 15h31 - Atualizado em 10/02/2022 15h49
Chelsea/ Divulgação Meia Kovacic, do Chelsea, posa para foto Após passagem pelo Real Madrid, Kovacic chega empolgado ao novo clube

O meio-campista do Chelsea, Mateo Kovacic, afirmou em entrevista ao site do clube inglês nesta quinta-feira, 9, que planeja pedir informações do Palmeiras, adversário na final do Mundial de Clubes da FIFA, aos jogadores brasileiros que atuam pelo clube londrino. Segundo o croata, a preparação para a partida de sábado “com certeza” terá o envolvimento dos sul-americanos. “Temos agora dois dias para nos preparar e com certeza vamos pedir conselhos ao Jorginho, Thiago [Silva] e Kenedy porque eles os conhecem melhor do que nós, mas sabemos que será um jogo difícil. É uma final e finais são sempre jogos difíceis. Thiago é um dos maiores defensores de sua geração, ele ganhou quase tudo e trouxe muita experiência para o Chelsea”, afirmou.

O europeu, que venceu o prêmio de melhor jogador da partida no embate da semifinal contra o Al Hilal, reconheceu a qualidade do time brasileiro e explicou que o clube londrino não pode desperdiçar oportunidades de gol contra o Palmeiras. “Foi um jogo difícil [contra o Al Hilal], não foi fácil a adaptação porque eles são uma boa equipa e lutamos um pouco. Podíamos ter marcado o segundo gol mais cedo e este é o nosso maior problema. Não ‘fechamos’ os jogos quando temos oportunidade e depois temos problemas. Você está apenas 1 a 0 e o adversário não tem nada a perder, eles vão com tudo. Precisamos fazer no sábado novamente um bom trabalho porque o Palmeiras é um grande time, com jogadores muito bons. São agressivos, com torcedores incríveis, então será um jogo difícil. Precisamos primeiro descansar e depois estaremos preparados”.

Kovacic venceu o Mundial de Interclubes em duas oportunidades, enquanto atuava pelo Real Madrid. Após conquistar da Liga dos Campeões da Europa em 2016 e 2017, o jogador viajou com o clube espanhol para o Japão e Abu Dhabi para as conquistas intercontinentais reconhecidas pela FIFA. Atualmente, o croata busca seu terceiro caneco. Para o Chelsea, o título seria inédito. “Sabemos o que é preciso para chegar a um torneio tão grande porque você precisa vencer a Liga dos Campeões, então precisamos apreciar este momento e não tomá-lo como garantido. Estamos desesperados para ganhar este troféu. Podemos ser o primeiro time na história do Chelsea a trazer esse troféu para Londres, então estamos felizes por estar em uma final tão grande e faremos tudo para ganhá-la no sábado.”