Messi sai do banco e garante título espanhol do Barcelona

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2019 18h18
EFE/Quique GarcíaMessi foi campeão espanhol pela 10ª vez

Líder do Campeonato Espanhol desde a 14ª rodada, o Barcelona confirmou o título neste sábado (27), com 3 rodadas de antecedência. Lionel Messi teve que sair do banco de reservas para decidir a vitória sobre o Levante, por 1 a 0. Ele não começou jogando porque foi poupado para a partida contra o Liverpool, na próxima quarta-feira (1), pelas semifinais da Liga dos Campeões.

O camisa 10 não foi o único titular poupado pelo técnico Ernesto Valverde. O lateral e meia Sergi Roberto e o volante Busquets também começaram como reserva e, assim como o cinco vezes melhor do mundo, foram aproveitados no decorrer do confronto. Entre os brasileiros, Coutinho atuou por apenas 45 minutos, enquanto o também meia Arthur foi substituído aos 27 da etapa final. O atacante Malcom permaneceu no banco durante todo o jogo, e o meia-atacante Rafinha se recupera de lesão.

O Barça foi melhor desde o começo, mas, sem Messi, pecou nas finalizações, e foi para o intervalo sem o placar de que precisava. A rede balançou aos 16 minutos do segundo tempo, quando, após bate-rebate na área, a defesa cortou mal e Vidal tocou de cabeça para o argentino, que com um toque de pé direito cortou dois marcadores e, de canhota, colocou no cantinho.

O título antecipado quase escapou aos 41. Após levantamento da esquerda, Bardhi cabeceou na trave. No rebote, a bola foi em cima do goleiro Ter Stegen, que correu riscos de marcar contra, mas segurou.

A vitória levou a equipe ‘blaugrana’ a 83 pontos, 74 a mais que o vice-líder Atlético de Madrid, que mais cedo bateu o Valladolid também por 1 a 0 no Wanda Metropolitano. Faltando três rodadas para o fim do torneio, os ‘Colchoneros’ poderiam no máximo igualar a pontuação do Barça, mas levaria a pior no primeiro critério de desempate, o confronto direto, caso isso ocorresse.

O time catalão ainda mira o terceiro ‘triplete’ de sua história, após os conquistados em 2009 e 2015. Ainda precisa faturar a Liga dos Campeões, em que é semifinalista, e a Copa do Rei, em cuja final medirá forças com o Valencia, no dia 25 de maio, no estádio Benito Villamarin, na cidade de Sevilha.

Com EFE