Modric explica por que não brilhou depois de ser eleito melhor do mundo

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2018 15h32
EFE/Facundo ArrizabalagaModric ganhou o prêmio The Best, da Fifa

Luka Modric, do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 2018, mas depois não mostrou todo futebol que pode. Ele citou a ausência nos trabalhos físicos da pré-temporada e o pouco tempo de descanso após retornar da Rússia – como vice-campeão da Copa do Mundo com a seleção da croácia – como causas para o baixo rendimento no início da atual temporada.

“O meu jogo vai a chegar, só tenho que melhorar fisicamente. Estou bem, me sinto melhor dia após dia. É verdade que depois da Copa voltei muito rápido, sem pré-temporada, e é normal que me custasse isso, mas nos últimos jogos me senti melhor fisicamente, isso é o mais importante”, analisou.

Sobre a possibilidade de conquistar a Bola de Ouro, após ter sido eleito o melhor do mundo pela Fifa, o jogador disse que lida com o assunto sem pressão.

“Vamos ver o que acontece, estou muito orgulhoso por concorrer a esse grande prêmio. Se eu ganhar, perfeito. E se não, a minha vida segue sem mudar nada. O meu ano, com ou sem Bola de Ouro, vai ser o melhor da minha carreira”, afirmou.

Com EFE