Paulinho diz que China é exemplo no combate ao novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2020 09h31 - Atualizado em 20/03/2020 09h33
EFE EFE Paulinho é volante do Guanghzou Evergrande

A China anunciou nesta sexta-feira (20) que não registrou novas infecções locais pelo novo coronavírus, pelo segundo dia consecutivo. No entendimento de Paulinho, jogador do Guanghzou Evergrande, o país é exemplo a ser seguido no combate ao surto da Covid-19.

Em entrevista ao jornal espanhol “Mundo Deportivo”, Paulinho contou que está em quarentena em São Paulo e afirmou que o governo brasileiro deveria adotar medidas parecidas com as que a China tomou.

“Isso não é uma piada” Pela experiência da China, acho que todos os países devem tomar as medidas que foram tomadas lá”, disse o atleta com passagem por Corinthians e Barcelona.

Com o Campeonato Chinês paralisado devido ao surto do vírus, Paulinho revela o motivo de ter voltado ao Brasil.”Eu escolhi ir ao Brasil para ficar perto da minha família, porque sabia que demoraria muito tempo sem poder jogar”, comentou.

“Eu voei para o Brasil para estar com a família e, agora, depois de uma semana treinando com meu ex-time do Corinthians, estou confinado em São Paulo esperando para retornar à China”, continuou.

Isolado, Paulinho aproveitou a entrevista para pedir às pessoas que fiquem em suas casas. “Se você me pedir conselhos, eu recomendaria que as pessoas ficassem em casa e lavassem as mãos constantemente”, finalizou.

De acordo com o veículo britânico “Daily Mail”, o futebol na China poderá voltar no dia 18 de abril. Oficialmente, no entanto, a federação local ainda não se pronunciou.