Pierluigi Collina deixa função de diretor de arbitragem da Uefa

  • Por Agência EFE
  • 01/08/2018 13h56
Divulgação/Uefa.comO italiano foi responsável pela implementação do sistema de videoarbitragem (VAR) na Copa do Mundo de 2018

O italiano Pierluigi Collina renunciou nesta quarta-feira (1) da função de diretor de arbitragem da Uefa, alegando razões pessoais, e, segundo a entidade, será substituído pelo compatriota Roberto Rosetti.

O árbitro da final da Copa do Mundo de 2002, em que o Brasil se sagrou pentacampeão, assumiu o posto na entidade continental em 2010, cinco anos depois ter aposentado o apito.

O anúncio da renúncia de Collina foi feito durante o curso de arbitragem de verão ministrado pela Uefa, em Nyon, na Suíça.

Segundo a entidade, durante o período como diretor de arbitragem, o italiano “alcançou grandes avanços no uso profissional dos árbitros e supervisionou, entre outros aspectos importantes, o estabelecimento do Centro de Excelência de Arbitragem”.

Rosetti, de 50 anos, atuou no gramado até 2010, quando decidiu se aposentar. O novo responsável pelo setor teve como ponto alto da carreira o trabalho na final da Eurocopa, em 2008, em que a Espanha conquistou o título ao vencer a Alemanha.

O italiano foi responsável pela implementação do sistema de videoarbitragem (VAR) na Copa do Mundo de 2018.