Presidente da Argentina descarta realização de jogos com torcida no país a curto prazo

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2020 19h28
Divulgação"O futebol pode ser apreciado pela televisão", diz Fernandez

O presidente da Argentina, Alberto Fernandez, afirmou que não vê possibilidades para que o futebol volte a ser disputado com público nos estádios a curto prazo. Por causa da pandemia do novo coronavírus, ele diz que todos os jogadores devem ser testados antes da retomada das atividades.

“Eu não imagino futebol com público agora. Você tem que se mover com cuidado. Por muito tempo, vamos ter que evitar o contato nos programas de massa”, disse à Radio Con Vos.

Para Fernandez, o país possui condições diferentes que as europeias, portanto, não é possível contar com a presença da torcida neste primeiro momento. “É muito arriscado voltar para as multidões. Além disso, na Argentina, sequer temos estádios em que todas as pessoas ficam sentadas, como na Europa. Aqui, muita gente ainda fica em pé, e o contato é muito grande. Portanto, não vejo, de imediato, a possibilidade de haver futebol com a presença de público”.”O futebol pode ser apreciado pela televisão”, finalizou.

O presidente lembrou ainda que o contato físico é um fator de risco para os jogadores, e que eles deveriam, então, ser testados com mais frequência.

Os campeonatos locais na Argentina foram suspensos em 17 de março, três dias antes da quarentena obrigatória ser decretada no país. A restrição ainda está em vigor. Os diretores da Associação Argentina de Futebol (AFA) e o ministro de Turismo e Esportes, Matías Lammens, disseram em várias oportunidades que o futebol argentino não tem data para voltar.

Segundo a Universidade Johns Hopkins, o país tem 5.020 casos da doença, e 264 mortes.