Presidente do Barcelona diz que clube investiga escândalo de redes sociais

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2020 09h22
EFE/Alejandro GarcíaJosep Maria Bartomeu é presidente do Barcelona

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, garantiu na última quinta-feira (20) que o clube está realizando uma investigação para saber todos os serviços prestados pela empresa I3Ventures, que estaria ligada a uma tentativa de denegrir figuras como jogadores, por exemplo, nas redes sociais.

“Repito o que disse anteontem: estamos trabalhando internamente e, quando tivermos mais coisas para dizer, convocaremos um encontro”, disse o dirigente durante a apresentação do atacante dinamarquês Martin Braithwaite, se referindo a uma entrevista coletiva ou a um pronunciamento.

Na última segunda-feira, a rádio espanhola “Cadena Ser” veiculou que a diretoria do Barcelona contratou, por 1 milhão de euros (R$ 4,68 milhões), a I3Ventures, que criou contas nas redes sociais para difundir mensagens dirigidas, inclusive contra o argentino Lionel Messi.

Outros que teriam sido alvo da ação foram o zagueiro espanhol Gérard Piqué e oponentes políticos de Bartomeu, segundo a publicação. Posteriormente, outros veículos de comunicação da Espanha também publicaram detalhes sobre o caso.

Inicialmente, o clube anunciou que não tinha ordenado qualquer ação deste tipo da empresa, que teria criado dezenas de contas no Facebook e no Twitter, com milhares de seguidores, supostamente, para melhorar a imagem do presidente.

Um dia depois das denúncias, o Barcelona rompeu o contrato que mantinha com a I3Ventures, mas Bartomeu evitou ir além da informação já divulgada anteriormente.

“Estamos realizado uma análise interna e, por enquanto, não há notícia. A única notícia é a contratação de Braithwaite”, desconversou.

*Com informações da EFE