Presidente do Brescia fala sobre polêmica com Balotelli: ‘É negro e está trabalhando para se clarear’

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2019 10h59 - Atualizado em 25/11/2019 11h07
Reprodução/TwitterBalotelli sofreu racismo do próprio presidente do brescia

Massimo Cellino, presidente do Brescia, deu uma declaração racista após ser questionado o que acontece com Mário Balotelli, atacante afastado do time após ser expulso de um treinamento, na semana passada. Em conversa com jornalistas nesta segunda-feira (25), o mandatário associou a revolta do italiano ao seu tom de pele.

“É negro, o que devo dizer? Está trabalhando para se clarear, mas está com dificuldade”, disse Cellino. “Eu aceitei ele porque o considerava um valor agregado. Ele deve dar respostas em campo, não nas redes sociais. Mas ele não é o bode expiatório para a difícil situação do Brescia”, completou.

Na semana passada, de acordo com informações do jornal “Gazzetta Dello Sport”, Balotelli foi afastado pelo treinador Fábio Grosso por parecer pouco interessado e dedicado durante o treinamento.

Por isso, o centroavante sequer foi relacionado para o confronto diante da Roma, no último domingo (24), fora de casa, pelo Campeonato Italiano. Em fase tenebrosa, o Brescia vem de cinco derrotas consecutivas e ocupa a última posição do Calcio, com apenas 7 pontos somados em 12 rodadas.

Balotelli foi contratado pelo clube na metade deste ano, mas já coleciona polêmicas. Em setembro, ele foi flagrado fumando no vestiário antes do embate contra a Juventus.