PSG demite técnico do time feminino após acusações de assédio e conduta indevida

Saída de Didier Ollé-Nicolle aconteceu em ‘comum acordo’ e, segundo o clube, de forma ‘conservadora e temporária’

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2022 19h01
Divulgação lyon feminino; técnico Didier chegou ao PSG feminino em julho de 2021

Nesta terça-feira, 24, o Paris Saint-Germain anunciou em comunicado a demissão do treinador da equipe feminina Didier Ollé-Nicolle, de 60 anos. Ele estava à frente da equipe desde julho de 2021 e seu contrato ia até 2023. No comunicado, o clube disse que foi informado de ‘fatos e comentários inapropriados’ (assédio e conduta indevida) contra membros da equipe feminina e está investigando. “Esses fatos e observações, se confirmados, seriam incompatíveis com os valores esportivos e humanos do PSG”, diz a nota. A demissão é anunciada como ‘de natureza conservadora e temporária’, mas realizada de comum acordo. O PSG é um dos principais times da França no futebol feminino, ao lado do Lyon, e também representa o país na Liga dos Campeões.