Que zebra! Manchester City é derrotado por ‘pequeno’ e perde invencibilidade de 18 jogos

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2019 16h31
Alan Walter/EFEO Manchester City perdeu para o Norwich por 3 a 2 neste sábado

O Manchester City conheceu sua primeira derrota no Campeonato Inglês neste sábado. Fora de casa, o time do técnico Josep Guardiola foi derrotado por 3 a 2 pelo Norwich e, além de ver o Liverpool abrir vantagem na liderança, perdeu sua invencibilidade de 18 jogos, considerando as partidas da temporada anterior. O último revés havia sido para o Tottenham, no jogo de ida das quartas de final da última edição da Liga dos Campeões, no dia 5 de abril.

Com o resultado negativo, o primeiro no torneio, o Manchester City permanece na vice-liderança, com 10 pontos, mas viu a desvantagem em relação ao líder Liverpool aumentar para cinco pontos. O Norwich soma seis pontos e ocupa o 12º posto na tabela, se distanciando da zona de rebaixamento.

O Norwich foi bravo, corajoso, teve organização, disciplina tática e fez um grande jogo neste sábado. Não se intimidou diante de uma das equipes mais fortes do futebol mundial e foi premiado pela postura ofensiva e destemida. Além disso, também contou com falhas individuais do rival de Manchester que acabaram fazendo a diferença no final.

Teemu Pukki, uma das surpresas do futebol inglês, também foi fundamental para o triunfo do Norwich. O atacante finlandês de 29 anos contribuiu com uma assistência e fez o gol que garantiu o triunfo e o deixou empatado com Abraham, do Chelsea, na artilharia do torneio. Ambos balançaram as redes sete vezes.

Mas Pukki não joga sozinho. O finlandês brilha em uma equipe cuja força está no coletivo. Com paciência, sem se afobar, os mandantes chegaram a dominar o City e conseguiram achar os espaços. E foi dessa maneira que o Norwich abriu 2 a 0 em 28 minutos de jogo, com gols de Kenny McLean e Todd Cantwell.

O City pagou pelos seus erros, mas também não teve uma exibição ruim. Sergio Agüero, sempre ele, esteve bem e foi o responsável por marcar de cabeça o gol que diminuiu o placar no final da primeira etapa.

No segundo tempo, Pukki apareceu para deixar a sua marca e ampliar para os donos da casa. No lance, Otamendi protagonizou uma cena bizarra, “cochilando” e perdendo a bola para Buendía, que rolou para Pukki empurrar para o gol.

Com o prejuízo grande, o City se mandou ao ataque, mas encontrou uma equipe bem postada, organizada e inteligente, tanto que o time de Guardiola só conseguiu balançar as redes outra vez nos acréscimos, em chute da intermediária de Rodri. Àquela altura, já estava tarde para evitar o revés que significou o fim de uma série de 18 jogos de invencibilidade.

* Com informações do Estadão Conteúdo