Relatório da polícia afirma que resultado da partida de time de Ronaldo foi ‘claramente manipulado’

  • Por Jovem Pan
  • 13/06/2019 17h31 - Atualizado em 13/06/2019 17h35
ReproduçãoRonaldo Fenômeno é dono de 51% das ações do Valladolid, clube da primeira divisão espanhola

O jornal espanhol “El Mundo” divulgou nesta quinta-feira (13) trechos do relatório da polícia que afirma que o resultado da partida entre Valencia e Valladolid, time presidido por Ronaldo Fenômeno, foi “claramente manipulado”.

“O resultado foi claramente manipulado, atentando diretamente contra a integridade da competição. No jogo, pelo menos um jogador teria intervido: Borja Fernández”, afirmou o relatório ao qual o “El Mundo” teve acesso.

“O resultado acordado foi de vitória para o Valencia no primeiro tempo e também ao final. Uma previsão que foi cumprida com a ajuda de jogadores do Valladolid”, completou.

Mais cedo, o Valladolid divulgou uma nota oficial comentando o caso de manipulação e afirmou que não aceitaria ser rebaixado no “tapetão”.

“O Real Valladolid Club de Fútbol não permitirá que seus resultados esportivos, legitimamente obtidos na temporada 2018/2019, sejam questionados, o que confirma sua permanência na Primeira Divisão”, disse em nota.

Gravações telefônicas

Há algumas semanas, o jornal “El Mundo” já havia divulgado gravações telefônicas em que acusam sete jogadores do Valladolid de estarem comprados.

“Olha, irmão”, o ex-jogador de futebol diz a um amigo dele. “Valência vence a primeira metade e a segunda, certo? Ouça-me, quem ganha a primeira parte e a segunda, ok? Em outras palavras, ele ganha a primeira parte e a festa também ganha; não que ele vença, que ele tenha que marcar dois gols em ambas as partes, que ele vença primeiro e segundo (…). Olha, você sabe o que é, ninguém pode descobrir, mas você sabe o que é. Ninguém Ninguém é ninguém, ninguém, nem seus amigos, nem ninguém.”, teria dito o ex-jogador Carlos Aranda, segundo as escutas interceptadas pela polícia espanhola.