Retorno de Neymar ao Barcelona volta a ser assunto na Catalunha

  • Por Jovem Pan
  • 02/01/2020 10h19 - Atualizado em 02/01/2020 11h04
FCBarcelona/DivulgaçãoNeymar formou parceria com Lionel Messi e Luis Suárez

A volta de Neymar ao Barcelona foi a principal pauta da imprensa esportiva espanhola entre agosto e setembro de 2019. Nesta quinta-feira (2), o tema voltou a estampar as capas dos principais jornais catalães, o “Mundo Deportivo” e o “Sport”. De acordo com os veículos, o clube blaugrana tem tudo para recontratar o brasileiro do Paris Saint-Germain em junho de 2020.

O Barcelona, de acordo com as publicações, acredita que a negociação com os franceses deverá ser “mais leve” no meio deste ano. Isto, porque uma regra da Fifa prevê que o clube deve liberar o jogador por 180 milhões de euros (R$ 808 milhões) após a sua terceira temporada – este é o caso de Neymar.

Além disso, o Barça conta com o desejo do camisa 10, que permanece insatisfeito no time parisiense. Sem o “carinho” da torcida do PSG, o jogador ainda é criticado por algumas atitudes extracampo.

Os diários contam que Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, vê o nome de Neymar como o ideal para substituir Lionel Messi no futuro. Maior ídolo do clube, o argentino completará 33 anos e precisará de uma reposição à altura e com características similares.

Kylian Mbappé e Harry Kane, outros atletas badalados do momento, seriam opções para ocupar esta lacuna. Os atacantes, porém, são tratados como inegociáveis por PSG e Tottenham, respectivamente.

Neymar, por outro lado, não conta com o prestígio da torcida Culé. Recentemente, em entrevista realizada pelo “Mundo Deportivo”, cerca de 80% dos internautas afirmaram que não desejam a volta do astro.

O craque da seleção brasileira deixou o Barcelona pela porta dos fundos após ser adquirido pelo PSG por 222 milhões de euros, em 2017.