Salah cumprirá jejum do Ramadã durante a final da Champions, segundo jornal

  • Por EFE
  • 23/05/2018 12h35
EFEFamília de Salah sacrificará 3 bezerros

O atacante egípcio Mohamed Salah, do Liverpool, não descumprirá o jejum do Ramadã, o mês sagrado para os muçulmanos, durante a final da Liga dos Campeões contra o Real Madrid no próximo sábado (26), de acordo com o jornal egípcio “Al-Masry Al-Youm”.

Segundo a publicação, pessoas próximas ao craque dos “Reds” afirmaram que Salah rejeitou “descumprir o jejum para a final” em Kiev e que treinará em jejum.

O mês do Ramadã, que começou no dia 17 de maio e dura entre 28 e 29 dias, tem um grande simbolismo para os muçulmanos, que se abstêm de comer, beber, fumar e manter relações sexuais, entre outras atividades, desde a alvorada até o pôr do sol.

Segundo as fontes do jornal, o jejum não afetará o jogador durante a final da Champions, e a família, como costuma fazer antes do atacante jogar partidas importantes, sacrificará três bezerros para abençoá-lo.

Salah rejeitou o uso de sua fotografia e da imagem da camisa do Liverpool para adornar as pequenas lanternas (fanus, em árabe) que são colocadas nas ruas do Egito, símbolo do Ramadã no país, e que se espalham pelas ruas da capital egípcia.

Eleito o melhor jogador do Campeonato Inglês, do qual também foi o artilheiro com 32 gols, Salah é visto como um ídolo por todo o povo egípcio, principalmente desde que marcou o gol que classificou a do Egito para a Copa do Mundo, após 28 anos de ausência no torneio.