Seis dirigentes do Barcelona pedem demissão por desavenças com Bartomeu

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2020 08h27
Youtube/ReproduçãoJosep Maria Bartomeu é o presidente do Barcelona

Os vice-presidentes Emili Rousaud e Enrique Tombas e outros quatro dirigentes do Barcelona apresentaram pedido de demissão por escrito ao presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu, segundo informações publicadas pelo jornal espanhol “La Vanguardia” e confirmadas pela Agência Efe.

A atitude é uma resposta do grupo a Bartomeu, que havia pedido a saída de Rousaud e Tombas, além de Sílvio Elías e Josep Pont, por falta de confiança. A surpresa veio quando mais dois outros dois dirigentes se juntaram ao quarteto: Maria Teixidor e Jordi Calsamiglia. Todos eles depositaram em cartório uma carta de demissão e posteriormente comunicaram sua decisão ao presidente da entidade.

Pelo estatuto do Barça, o presidente poderia continuar com seu mandato, que expira em junho de 2021, embora a decisão o coloque em xeque. Sua liderança vem sendo questionada, bem como a coesão da equipe de gestão.

O chamado ‘BarçaGate’, o suposto uso de uma empresa para influenciar negativamente o prestígio nas redes sociais de jogadores, ex-jogadores e outras pessoas de influência no clube sem o conhecimento da diretoria teria sido a gota d’água.

Desde julho de 2015, quando ganhou confortavelmente as eleições para a presidência do Barcelona, Bartomeu vem convivendo com constantes mudanças no conselho de administração. De um total de 21 integrantes, 11 saíram por diferentes razões. Apenas um dos vice-presidentes, Jordi Cardoner, permanece no cargo desde então.

*Com EFE