Seleção argentina é convocada para amistosos sem Messi e outros medalhões

  • Por EFE
  • 17/08/2018 14h30 - Atualizado em 17/08/2018 14h38
Divulgação AFAO técnico Lionel Scaloni preteriu os medalhões em sua primeira convocação

Com a já esperada ausência de Lionel Messi, do Barcelona, a seleção argentina foi convocada nesta sexta-feira (17) para amistosos com Colômbia e Guatemala, em setembro, sem outros diversos medalhões, como Sergio Agüero, Gonzalo Higuaín, Ángel Di María, entre outros.

A lista, divulgada pelo técnico Lionel Scaloni, por outro lado, conta com 13 jogadores que nunca haviam sido chamados para defender a Albiceleste, entre eles, o zagueiro Walter Kannemann, do Grêmio. Outras novidades são o meia-atacante Lautaro Martínez, da Inter de Milão, e o atacante Giovanni Simeone, da Fiorentina, filho do técnico do Atlético de Madrid, Diego Simeone.

Do grupo de 29 convocados, nove deles participaram da Copa do Mundo, o goleiro Franco Armani, os defensores Gabriel Mercado, Nicolás Tagliafico e Marcos Acuña, os meias Eduardo Salvio, Maximiliano Meza e Giovani Lo Celso, além dos atacantes Paulo Dybala e Cristian Pavón.

Messi, de acordo com a imprensa local, não disputará nenhum dos seis amistosos que a Argentina fará ainda neste ano. A expectativa é que o craque do Barcelona decida posteriormente se voltará para os compromissos agendados para março de 2019.

Vale lembrar que, depois do Mundial, o polivalente Javier Mascherano, atualmente no Hebei China Fortune, e o volante Lucas Biglia, do Milan, anunciaram que não defenderão mais a seleção.

Os argentinos, que caíram nas oitavas de final da Copa, encararão a Guatemala, no dia 7 de setembro, em Los Angeles. Quatro dias depois, o adversário será a Colômbia, em Nova Jersey.

Confira os convocados para os amistosos contra Guatemala e Colômbia:

Goleiros: Franco Armani (River Plate-ARG), Gerónimo Rulli (Real Sociedad-ESP) e Sergio Romero (Manchester United-ING).

Defensores: Fabricio Bustos e Alan Franco (Independente-ARG), Gabriel Mercado (Sevilla-ESP), Germán Pezzella (Fiorentina-ITA), Ramiro Funes Mori (Villarreal-ESP), Nicolás Tagliafico (Ajax-HOL), Walter Kannemann (Grêmio), Leonel Di Plácido (Lanús-ARG) e Marcos Acuña (Sporting -POR).

Meias: Leandro Paredes (Zenit São Petersburgo-RUS), Santiago Ascacibar (Stuttgart-ALE), Rodrigo Battaglia (Sporting-POR), Gonzalo Martínez e Exequiel Palacios (River Plate-ARG), Giovani Lo Celso (Paris Saint-Germain-FRA), Franco Cervi e Eduardo Salvio (Benfica-POR), Maxi Meza (Independente-ARG), Matías Vargas (Vélez Sarsfield-ARG) e Franco Vázquez (Sevilla-ESP).

Atacantes: Ángel Correa (Atlético de Madrid-ARG), Lautaro Martínez e Mauro Icardi (Inter de Milão-ITA), Giovanni Simeone (Fiorentina-ITA), Cristian Pavón (Boca Juniors-ARG) e Paulo Dybala (Juventus-ITA).