Taison chama atos discriminatórios de ‘desprezíveis’ e desabafa: ‘Precisamos ser antirracistas’

  • Por Jovem Pan
  • 11/11/2019 09h11 - Atualizado em 11/11/2019 09h16
Reprodução/Instagram Taison foi vítima de racismo na Ucrânia

Taison, do Shakhtar Donetsk, foi vítima de racismo por parte da torcida do Dínamo de Kiev, no último domingo (10), em partida válida pelo Campeonato Ucraniano. Ainda na noite de ontem, o atacante escreveu um texto em seu Instagram para repudiar os atos discriminatórios e falar um pouco do que sentiu dentro de campo.

Na ocasião, o brasileiro ficou irritado com os insultos, mostrou o dedo do meio em direção aos torcedores rivais e chutou a bola para a arquibancada, em gesto parecido com o de Mário Balotelli, do Brescia, que também foi alvo de comentários preconceituosos recentemente. Taison, no entanto, acabou sendo expulso pela revolta e deixou a partida chorando.

“Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor… Jamais irei me calar diante de um ato tão desumano e desprezível! Minhas lágrimas foram de indignação, de repúdio e de impotência, impotência por não poder fazer nada naquele momento! Mas somos ensinados desde muito cedo a sermos fortes e a lutar ! Lutar pelos nossos direitos e por igualdade! O meu papel é lutar , bater no peito , erguer a cabeça e seguir lutando sempre!”, escreveu o atleta de 31 anos.

“Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, precisamos ser antirracista ! O futebol precisa de mais respeito, o mundo precisa de mais respeito ! Obrigada a todos pelas mensagens de apoio ! Seguimos a luta…”, finalizou.

O caso de racismo contra Taison não é isolado. Nesta temporada europeia 2019/20, diversos episódios do tipo marcaram o Campeonato Italiano, Inglês e a Eliminatórias da Eurocopa.

Revelado pelo Internacional, Taison está na Ucrânia desde 2010. O atacante se destacou no Metalist antes de migrar para o Shakhtar Donetsk, o qual defende desde 2013.

Especulado no Palmeiras na última janela de transferências, o jogador já garantiu que só atua pelo Internacional dentro do futebol brasileiro.