Tite vê situação preocupante de Neymar no PSG e pede paciência com Vinícius Jr.

  • Por Jovem Pan
  • 05/09/2019 14h43
Anderson Rodrigues/Estadão ConteúdoTite estará à frente da seleção brasileira no amistoso diante da Colômbia, na próxima sexta-feira (6), nos Estados Unidos

Treinador da seleção brasileira, Tite concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (5), na véspera do amistoso diante da Colômbia, nos Estados Unidos. Entre os principais temas, o técnico afirmou estar preocupado com a situação de Neymar no Paris Saint-Germain após a longa novela envolvendo o seu futuro.

“Preocupa sim (a situação dele no PSG). Torço para que se resolva. Mas é uma variável que não está na minha alçada. Mais do que isso, de vê-lo em campo aqui, não tenho ingerência”, comentou.

Já sobre o estado clínico do atacante, Tite está em paz. De acordo com o técnico, Neymar está completamente recuperado da lesão no tornozelo e está pronto para participar da partida.

“Infelizmente, tivemos situação parecida na Copa do Mundo com processo de recuperação. Lembro jogo da Croácia, ficou no banco, esperou e entrou. Eu, Fábio e o pessoal vamos estar muito atentos nesse desenvolvimento. Em relação à parte técnica e parte física, ela se confirmou. Vocês acompanharam no treino. Ele está pronto, em condições de fazer aquilo que a Seleção precisa”, afirmou.

Fã do futebol de Neymar, Tite também voltou a colocá-lo entre os três melhores futebolistas do mundo, fazendo uma comparação com o estilo de jogo do belga Eden Hazard.

Oscilação de Vinícius Jr

Na coletiva, Tite também falou sobre o momento de Vinícius Júnior, que está em baixa no Real Madrid, mas vive a expectativa de fazer o seu primeiro jogo pela seleção brasileira. Para o técnico, a oscilação dele no time espanhol faz parte da carreira de um jogador em evolução.

“Conversei com ele no lado pessoal, e ele disse que as coisas aconteceram muito rápido. Às vezes a gente superestima a capacidade de maturidade de um atleta que ontem estava na base do Flamengo e agora está no Real Madrid. Então essas oscilações na parte técnica acabam sendo naturais. Tem que ter cuidado. Temos que saber que o Vinicius está amadurecendo, mas é um garoto”, analisou.

“Um garoto que tem potencial no um contra um numa velocidade… Eu brinco que ele tem um potencial de seis, sete marchas (risos). Mas seguramente tanto Zidane quanto Solari sabem desse processo. Às vezes as correções acontecem, mas não na pressão exagerada. E sim na cobrança com orientação. É um jogador carismático muito grande, a gente gosta dele de graça”, continuou.