VAR supera grande barreira e vai para Liga dos Campeões, mas é criticado por Felipão

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2018 10h55
Fernando Torres / CBFVAR foi utilizado na reta final da Copa do Brasil de 2018

O sistema de vídeo arbitragem (VAR) já foi usado na Copa do Mundo e na maioria dos grandes campeonatos pelo mundo, mas ainda enfrentava resistência na Uefa. Nesta quinta-feira (27), foi anunciado que isso acabou, pois o VAR será adotado também na próxima Liga dos Campeões, a competição de clubes mais importante da Europa. Porém, ainda há quem critique a utilização da tecnologia, como o técnico Felipão, do Palmeiras.

Além de ser usado na Liga dos Campeões, o VAR também foi aprovado pela Uefa na Eurocopa de 2020 e na Liga Europa da temporada 2020/2021. A estreia acontecerá em 14 de agosto de 2019, em Istambul, na Supercopa da Europa, o jogo entre o campeão da Liga dos Campeões e o vencedor da Liga Europa desta temporada.

Enquanto isso, no Brasil, o VAR ainda enfrenta resistência. Apesar de ter sido adotado na reta final da Copa do Brasil, ele não está confirmado no Brasileirão de 2019. E surgiram muitas críticas nos jogos entre Cruzeiro e Palmeiras, o que dificulta a adoção em mais competições.

No jogo de ida os alviverdes reclamaram porque o juiz não reviu um lance de gol. E na partida de volta o técnico Felipão denunciou que o juiz estava utilizando o sistema para todos tipos de lance, quando na verdade ele só deve consultá-lo para definir gols, pênaltis, cartões vermelhos e identidade de jogadores.

“Ele ficou com a mão na orelha. Se puderem, vocês podem ver ele falando ‘foi falta, não foi falta, foi falta, não foi falta’. E aí mandou seguir. Eu acho que esse VAR vai ser uma confusão do inferno, mas a gente vai ter que se adaptar”, disparou Felipão.