Gabigol decide de novo, Santos bate o Santo André e emplaca a 3ª vitória seguida

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/02/2018 21h45 - Atualizado em 25/02/2018 21h46
RICARDO MOREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOGabigol abre o placar para o Santos e comemora mais um gol anotado no Campeonato Paulista

O bom momento do Santos passa essencialmente pelos pés de Gabriel Barbosa, o Gabigol. Neste domingo (25), o atacante foi mais uma vez decisivo ao marcar um dos gols da vitória santista por 2 a 0 sobre o Santo André, na Vila Belmiro, em Santos, pela nona rodada do Campeonato Paulista.

O outro gol, que decretou a vitória, foi marcado por Eduardo Sasha no final da partida. Gabigol fez seu quarto gol em quatro jogos desde que voltou e levou o Santos à terceira vitória consecutiva e ao quarto jogo sem perder. Curiosamente, desde que ele estreou, o time da Baixada Santista não perdeu mais. A última derrota foi para o Palmeiras no clássico disputado na quinta rodada.

Gabigol, porém, não saiu muito feliz de campo. Em lance na sequência do gol, ele recebeu o terceiro cartão amarelo e não poderá enfrentar o Corinthians no próximo domingo, no Pacaembu, em São Paulo, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

Com a terceira vitória seguida, o Santos abre vantagem na liderança do Grupo D. Soma 17 pontos, seis a mais que o Botafogo, de Ribeirão Preto, segundo colocado. Com cinco empates e apenas uma vitória, o Santo André tem oito pontos e é o último colocado do Grupo B. Na classificação geral é o penúltimo, atrás apenas do Linense, e seria rebaixado à Série A2 se o campeonato acabasse agora.

O Santos teve dificuldade para criar no primeiro tempo. Com Daniel Guedes errando muito, Vecchio oscilando, Gabigol e Arthur Gomes mal e Eduardo Sasha sumido, o time do técnico Jair Ventura teve mais posse de bola e até ocupou o campo de defesa do adversário, mas criou poucas oportunidades para abrir o placar.

Bem na defesa, o Santo André conseguiu segurar o ataque santista e, a partir dos 25 minutos, começou a gostar da partida e se soltou mais. Tanto que a melhor chance dos 45 minutos iniciais foi do time do ABC com Garré, que chutou cruzado para defesa do goleiro Vanderlei.

Se não foi muito exigido na primeira etapa, no segundo tempo o goleiro Neneca apareceu duas vezes nos primeiros minutos para salvar o Santo André. Nas duas ocasiões, ele espalmou chutes de Gabigol – o primeiro da intermediária e o segundo que exigiu mais dificuldade, de dentro da área.

Neneca, no entanto, não sairia de campo sem sofrer gols. O Santos aumentou a pressão e chegou ao primeiro aos 28 minutos, quando Eduardo Sasha recebeu na direita, avançou e chutou em cima do goleiro, que deu rebote para Gabigol, livre, empurrar a bola e abrir o placar. Depois de comemorar, o atacante fez questão de cumprimentar Jair Ventura.

A euforia de Gabigol após balançar as redes deu rapidamente lugar à tristeza pois o atacante deu prosseguimento a uma jogada mesmo estando impedido e recebeu cartão amarelo do árbitro. Como é o terceiro, ele não poderá jogar o clássico contra o Corinthians.

No final da partida ainda deu tempo de o Santos ampliar o marcador com Eduardo Sasha. Ele aproveitou bobeada do zagueiro Domingos na saída de bola, avançou livre e bateu no canto esquerdo de Neneca, selando a vitória santista.

Ouça os gols da partida: