Gatito falha, Botafogo perde em casa para o Atlético-PR e estaciona no 6º lugar

  • Por Estadão Conteúdo
  • 11/11/2017 20h00 - Atualizado em 11/11/2017 20h22
ANDRE MELO/AGÊNCIA TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDOO goleiro Gatito Fernandez, do Botafogo, falha e não consegue evitar o gol de Guilherme, do Atlético-PR

Em um jogo marcado por falha decisiva de Gatito Fernández, o Botafogo foi derrotado pelo Atlético-PR por 1 a 0, na tarde deste sábado (11), no Engenhão, e estacionou na sexta posição do Campeonato Brasileiro, com 51 pontos. Contando com a colaboração do goleiro paraguaio, Guilherme foi o autor do gol da equipe paranaense, que com o triunfo subiu para o 11º lugar, com 45 pontos.

Apesar da derrota, o Botafogo seguiu na zona de classificação para a Copa Libertadores, mas poderá ser ultrapassado neste domingo pelo Flamengo, que tem 50 pontos, ocupa o sétimo lugar e no complemento desta 34ª rodada terá pela frente o Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo.

Apesar da forte chuva que caiu no Rio de Janeiro durante o dia, a bola rolou no Engenhão com o gramado em boa condição. O Atlético Paranaense não demorou para tomar a iniciativa e chegou com perigo logo aos oito minutos. Pablo arrancou e deixou a bola com Guilherme. O meia chutou rente à trave de Gatito.

O time paranaense teve mais posse de bola no primeiro tempo e conseguiu transformar a superioridade em gol. Aos 30 minutos, Pablo cruzou para Guilherme, que finalizou sem muita força, mas contou com uma grande falha de Gatito, que deixou a bola escapar de suas luvas e atravessar a linha de sua meta. O goleiro ainda tentou se recuperar e puxou a bola para fora do gol, mas o árbitro já havia assinalado que a mesma havia entrado.

O dia parecia não ser mesmo do Botafogo. Antes do apito final, Victor Luis se envolveu em um choque com Jonathan, acabou torcendo o pé esquerdo e precisou ser substituído por Gilson. O jogador será mais bem avaliado para saber a gravidade da lesão.

No segundo tempo, o jogo ficou truncado. O Botafogo foi criar sua melhor chance de marcar aos 31 minutos. Leonardo Valencia cruzou, Guilherme desviou e a bola passou muito perto do gol de Weverton.

O time carioca esboçou uma pressão no final, mas encontrou um adversário totalmente recuado e bem postado defensivamente. A equipe paranaense segurou o resultado, o que fez com que a torcida vaiasse o Botafogo ao fim do jogo. Gritos de “time sem vergonha” ecoaram pelas arquibancadas.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense visita a ameaçada Ponte Preta na quarta-feira, às 17 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O Botafogo só entra em campo na quinta, às 20 horas, diante do lanterna Atlético Goianiense, novamente no Engenhão.