Goleiro titular da Chapecoense é pego em exame antidoping e fica suspenso

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2019 11h59
Márcio Cunha/ChapecoenseJoão Ricardo aguarda análise da contraprova

João Ricardo, goleiro titular da Chapecoense, foi pego em um exame antidoping, realizado há um mês. Ele testou positivo para uma substância proibida pela Agência Mundial de Antidoping (Wada, na sigla em inglês). O clube catarinense não revelou qual foi a substância, mas anunciou que ele está suspenso por tempo indeterminado, enquanto aguarda a análise da contraprova.

Em nota oficial, a Chapecoense explicou que pretende cuidar de todas as ações necessárias para a defesa do goleiro e do clube. O problema aconteceu em exame após partida com o Mixto-MT, em 6 de março, em Cuiabá, pela segunda fase da Copa do Brasil.

O próprio João Ricardo, assim como a diretoria do time, pediu a análise de uma outra amostra do exame para tentar comprovar se houve mesmo o uso de uma substância proibida. Até a resolução deste caso, o jogador estará afastado das atividades com o elenco. Tiepo e Igor Gomes são opções para substituir João Ricardo no gol

João Ricardo chegou ao clube no início desta temporada, após passagem pelo América-MG durante cinco temporadas. O jogador de 30 anos disputou 16 partidas em 2019, incluindo a última da equipe – o empate por 3 a 3 contra o Figueirense, na última quarta-feira, pelo Campeonato Catarinense. A partida em que ele foi pego no doping, contra o Mixto, teve vitória da Chapecoense por 2 a 1.

Já classificada para a semifinal do Campeonato Catarinense, a Chapecoense recebe o Avaí, neste domingo, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 18ª e última rodada da primeira fase. A equipe alviverde está há quatro rodadas sem perder.

Com Estadão Conteúdo