Graças a um gol contra, Palmeiras vence o Grêmio no Pacaembu

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 01/07/2017 17h57 - Atualizado em 01/07/2017 18h22
Jogadores do Grêmio lamentam gol contra que deu a vitória para o Palmeiras

Em um confronto de times mistos por conta dos duelos pelas oitavas de final da Libertadores no meio de semana, o Palmeiras levou a melhor sobre o Grêmio e saiu com a vitória por 1 a 0 neste sábado (1) no Pacaembu, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Apesar da falta de entrosamento e da qualidade técnica inferior se comparado aos times titulares, Palmeiras e Grêmio mostraram muita vontade. Em casa e apoiado pela torcida, coube ao alviverde a missão de ditar o ritmo da partida e assim o fez.

Zé Roberto e Michel Bastos no meio de campo e Keno na velocidade fizeram com que os mandantes tivessem o domínio da partida, mas faltou caprichar mais no último passe. Tanto que a única real oportunidade de gol saiu aos 40 minutos, quando Michel Bastos recebeu passe do colombiano Borja e chutou rasteiro, nas mãos do goleiro Leo.

Uma outra chance poderia ter ocorrido se o árbitro carioca Wagner do Nascimento Magalhães tivesse marcado o pênalti sobre Egídio. O juiz errou duplamente, pois ele acabou marcando uma falta fora da área (que não ocorreu) e não deu a penalidade em cima do lateral-esquerdo palmeirense.

O Grêmio pouco ou nada ameaçou o goleiro Fernando Prass no primeiro tempo. Nas poucas vezes em que foram exigidos, Luan e Juninho deram conta do recado e os atacantes gremistas quase não tocaram na bola.

No segundo tempo, o técnico Renato Gaúcho avançou a marcação e fez com que a sua equipe conseguisse ter mais a bola no pé. Assim como o Palmeiras, os gremistas também sofriam para acertar o gol. O treinador Cuca, então, mexeu no time e conseguiu voltar a ter o domínio da partida com as entradas de Willian, Róger Guedes e Raphael Veiga.

As alterações deram certo, por vias tortas, é verdade. Mas antes do gol, o Palmeiras levou um susto. Kaio aproveitou confusão na área, chutou e Egídio salvou em cima da linha. Pouco depois, o alívio. Aos 32 minutos, Raphael Veiga partiu em velocidade pela direita e cruzou rasteiro para a área. Machado, que havia acabado de entrar, foi tentar cortar e marcou gol contra. Leo ainda saltou na bola, mas não conseguiu evitar.

O gol não mudou o panorama da partida. O Grêmio continuava tentando se aventurar ao ataque, sem chutar ao gol, enquanto que o Palmeiras pegava a bola e tentava segurar o jogo pelas pontas. Deu certo e o time de Cuca vai subindo na tabela de classificação mesmo sem fazer uma grande atuação.

Com o resultado, o Palmeiras subiu para 19 pontos e assumiu a terceira colocação que pertencia ao Flamengo, que joga somente no domingo. O Grêmio fica com os mesmos 22 pontos, no momento com quatro a menos que o líder Corinthians.

O próximo compromisso do time gaúcho é contra o Godoy Cruz, na Argentina, na próxima terça-feira (4). No dia seguinte, o Palmeiras estará no Equador, onde enfrentará o Barcelona de Guayaquil.

Opinião Jovem Pan

O comentarista Mauro Beting lembrou que este foi um confronto sem as principais peças de cada time, mas afirmou que a vitória do Palmeiras foi merecida, mesmo saindo em um gol contra: “o Palmeiras fez uma boa partida, apesar do time reserva. Ganhou do céu um gol, que saiu graças a uma infelicidade atroz dos gremistas”.